Zona de conforto e o “modo vida”

Sabe aquele lugarzinho gostoso, seguro e tranquilo que a gente adora? Tipo, um sofá, televisão e controle remoto na mão, passando dias e noites anestesiado e inerte como num retrato?! Pois é! É melhor reservar esses momentos apenas para o necessário descanso e relaxamento, e – se possível for – troque a TV por uma boa leitura!

A questão é que sempre buscamos segurança e para evitar o desconhecido, o imprevisível e tudo o que possa fugir ao nosso controle, seguimos pendurados a situações e relacionamentos que não nos fazem bem! No trabalho a situação é a mesma! Com cerca de 14 milhões de brasileiros desempregados, pandemia e uma situação econômica complicada se segurar no emprego acaba sendo uma questão de sobrevivência. E é aí que a zona de conforto contribui para deixar tudo do jeito que está? É, mas não precisa ser assim!

Contrato e contas

Se todos têm contas pra pagar, a grana precisa entrar de algum lugar! Negociamos nossos conhecimentos técnicos e competências com patrões por meio de contratos, e com poucas oportunidades no mercado de trabalho, nem sempre fazemos o que queremos, percebemos muitas injustiças no ambiente profissional e às vezes o gestor ou a equipe não é exatamente a que gostaríamos de dividir nosso dia a dia!  Então como continuar sem cair com tudo na zona de conforto?

O sempre acaba

Um bom exercício pra gente praticar é aceitar que a situação que se está vivenciando não é eterna! Nada é eterno! Pronto! Só isso já alivia muito qualquer situação que estejamos passando! O fato de estar num trabalho ou numa atividade que não lhe agrade o suficiente e que te coloca pra baixo não pode adentrar seu ser a ponto de lhe paralisar e deixá-lo inerte, numa sempre e contínua zona de conforto!

O primeiro passo

Separe as estações e vá construindo – paralelamente – novas possibilidades e realidades! Já dizia o filósofo que “uma grande jornada começa com um primeiro passo”! Então, mudar o mindset já é o primeiro passo! Daí, observar no que se pode transformar, construir ou reconstruir! São questionamentos íntimos e que certamente trarão respostas. Comece a trabalhar a partir delas!

Escolha alguma filosofia de vida, religião ou algo mais denso na esfera do espiritual que lhe traga um sentido de vida mais profundo. Sair da zona de conforto significa ligar o “modo vida”, deixar-se sentir medo, despertar a coragem, enfrentar as intempéries e buscar o crescimento pessoal e profissional. Se arriscar mais na vida pode significar o alcance não só de um emprego melhor, uma posição de destaque ou uma situação financeira melhor. Se arriscar mais na vida pode também significar viver mais intensamente e se tornar alguém melhor, por enfrentar os riscos, as alegrias, as tristezas, as dores e felicidades que estão conosco nessa jornada e fazem parte da essência humana!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email