27 de maio de 2022

Zona Centro-Oeste de Manaus concentra importantes entidades

A zona Centro-Oeste confunde-se com a zona Oeste. Menor que esta última, é formada por cinco bairros. O mais populoso é o Alvorada, com 76.000 habitantes. Nela estão localizados o Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo), a Fundação de Medicina Tropical (FMT), o Fcecon, a sede da Polícia Federal do Amazonas, a Vila Olímpica Danilo Duarte de Mattos Areosa,  a Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas, o Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas e a Secretaria de Estado da Juventude e Lazer

O bairro da Alvorada ficou conhecido em todo o Brasil por conta da Rua da Copa – Foto: Divulgação

ALVORADA: O bairro Alvorada, o maior da zona Centro-Oeste, com cerca de 76.392 habitantes, surgiu na década de 1960. Nesse período o Dr. Cezar Najar Fernandes, engenheiro agrônomo peruano, indignado com a situação dos moradores da Cidade Flutuante, grande favela fluvial existente desde a década de 1920, decidiu, junto de alguns amigos, criar um bairro em terras próximas do Estádio Vivaldo Lima, o qual ajudou a construir. Foram abertos caminhos, foi feita a topografia, o arruamento e a divisão dos lotes. Essas famílias que saíram da Cidade Flutuante começaram a construir casas de madeira e palha nesse local, que ficou conhecido como Cidade das Palhas. Hoje Alvorada conta com um comércio intenso, sendo marcante também a presença da escola de samba Unidos do Alvorada.

DA PAZ: O bairro da Paz surgiu através uma invasão de terras que pertenciam originalmente ao bairro de Flores. Aos poucos, nas décadas seguintes, foi sendo urbanizado, recebendo os serviços de energia, telefone, água encanada, construção de escolas, unidades básicas de saúde, esgoto e pavimentação das ruas. Possui 17.961 habitantes.

DOM PEDRO: O bairro Dom Pedro é um dos raros exemplos dos que surgiram através de planejamento. As terras, que no início pertenciam a José Gabriel Rolim, foram adquiridas pelo empresário Isaac Benzecry, que posteriormente a vendeu para a Cooperativa Habitacional dos Trabalhadores de Manaus, que iniciou em 1972 a construção do Conjunto Habitacional Dom Pedro I, nome dado em referência à comemoração dos 150 anos da Independência do Brasil, comemorada naquele ano. A inauguração ocorreu em 20 de março de 1974. Posteriormente foi construído do Conjunto Dom Pedro II. Considerado um dos bairros nobres da cidade, é formado pelos conjuntos Dom Pedro I e II, Kyssia I e II, Déborah e pelos loteamentos Parque Jerusalém e Tropical. Nele estão localizadas a sede da Polícia Federal do Amazonas, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon), a Fundação de Medicina Tropical Alfredo da Mata (FMT), a Vila Olímpica, o Centro de Convenções (Sambódromo), a Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas, o Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas e a Secretaria de Estado da Juventude e Lazer. Residem no Dom Pedro 20.179 habitantes.

PLANALTO: O bairro Planalto surgiu no final da década de 1970, sendo formado por diferentes conjuntos habitacionais, como Jardim Campos Elíseos I, II e III, Jardim Belvedere I e II, Jardim Bela Vista, Flamanal e o loteamento Jardim Versalles. Hoje o Planalto é um bairro de classe média, com diferentes estabelecimentos comerciais e bastante visado para quem procura moradia em um bairro tranquilo da cidade. Possui 19.249 habitantes.

REDENÇÃO: Surgido de uma invasão de operários do Conjunto Ajuricaba em 1974, o bairro da Redenção, quando ainda era uma simples comunidade, era conhecido como Planeta dos Macacos. Existem duas versões para a origem desse nome. Para alguns, o nome é uma referência à presença de diferentes espécies de macacos na região, que tinha bastante área verde quando foi criada. Outra, talvez mais coerente, diz que o nome foi uma homenagem ao universo da franquia de filmes “Planeta dos Macacos”, criada no final dos anos 60 e que passou a fazer enorme sucesso nos anos 70. Hoje é um bairro amplo, vivendo entre o residencial e o comercial. Possui uma comunidade Sateré-Mawé. Sua população é de 41.572 habitantes.

O bairro Redenção abriga uma comunidade Sateré-Mawé – Foto: Divulgação
Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email