Wilson discute avanço do PIM com Suframa e bancada federal

O governador Wilson Lima esteve reunido, na manhã desta sexta-feira (10/07), com o superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), general Algacir Polsin, e com a bancada federal do Amazonas para alinhar estratégias de fortalecimento do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Wilson Lima se reuniu com o superintendente da Suframa, Algacir Polsin e com a bancada federal na manhã de hoje (10/07)

No encontro, realizado por videoconferência, Wilson Lima defendeu o trabalho conjunto e a retomada das discussões sobre temas importantes para o modelo Zona Franca, como a Reforma Tributária e a diversificação da matriz econômica do estado.

“É importante que a gente retome essa agenda, e eu destaco que é importante haver essa participação do Governo do Estado, da Suframa e da bancada, que é fundamental para que a gente possa avançar principalmente nessas questões jurídicas que travam algumas situações”, afirmou o governador.

Wilson Lima também defendeu maior integração com os institutos de tecnologia mantidos com recursos de P&D pelas empresas do PIM, para que estudos sobre os produtos da região possam ser aproveitados pelos municípios, pela iniciativa privada e pelos pequenos agricultores.

“Esse tipo de ação precisa caminhar para que a gente possa incrementar as atividades econômicas do Amazonas e da nossa região, mas sobretudo fazer com que a Zona Franca de Manaus, com os benefícios que a gente tem, seja revertida em forma de benefício para o nosso povo”, acrescentou, ressaltando que o encontro entre a indústria e o setor primário também é fundamental para fortalecer a bioeconomia no Amazonas.

Recuperação

Na reunião com a Suframa e a bancada federal, Wilson Lima destacou, ainda, as ações do Governo do Estado para garantir a recuperação econômica do Amazonas no cenário de pós-pandemia. Segundo ele, todo o planejamento de retomada das atividades, realizada em quatro ciclos, priorizou o diálogo com os setores produtivos.

“Retomamos 53 obras que estavam paradas por causa da pandemia, isso significa o retorno de 10 mil trabalhadores e a contratação de novos trabalhadores. Também conseguimos pagar no mês de junho a primeira parcela do 13º, mais uma ingestão de R$ 220 milhões na economia. São ações que o Governo do Estado está tomando e que é importante serem casadas com a Superintendência da Zona Franca de Manaus e com a indústria, porque todas essas ações estão relacionadas”, disse o governador.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email