9 de maio de 2021

CMA discute com governador e prefeito o plano aceleração da vacinação contra Covid-19

O governador Wilson Lima se reuniu, nesta segunda-feira (15/02), com o general de Exército, Esteban Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, comandante do Comando Militar da Amazônia (CMA), para discutir o planejamento logístico e operacional do Plano de Aceleração da Vacinação contra a Covid-19, previsto para iniciar no dia 22 de fevereiro, abrangendo a imunização de pessoas acima dos 50 anos de idade no Amazonas.

O CMA vai coordenar o trabalho das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) no plano estratégico para acelerar a vacinação no Estado na parte da segurança e na montagem de pontos de vacinação, conforme planejamento do Ministério da Saúde.

“O Comando Militar da Amazônia tem uma expertise muito grande em logística, sobretudo na nossa região, então vai ser fundamental para que a gente possa acelerar esse processo de vacinação entendendo que essa é uma guerra de todos nós, do Governo Federal; do Governo do Estado, através da sua Secretaria de Saúde e da sua Fundação de Vigilância em Saúde; da Prefeitura de Manaus e das prefeituras do interior”, destacou o governador.

Wilson Lima ressaltou o trabalho que vem sendo feito em parceria com Governo Federal nas ações de enfrentamento à Covid-19 no estado. “Desde o início da pandemia temos trabalhado de forma conjunta para construir os caminhos de combate à Covid-19. Nós entendemos que a vacina, pelo menos esse é caminho que a ciência nos aponta, é o meio mais seguro para que a gente possa imunizar a nossa população e começar um retorno de normalidade às nossas vidas”.

Apoio das Forças Armadas 

O comandante do CMA, Esteban Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, declarou total empenho nesse trabalho logístico de vacinação contra Covid-19 no estado.

“Vamos empenhar todos os esforços, no meu caso específico das Forças Armadas, que é o que estou representando nesse momento como comandante conjunto da Amazônia para a operação Covid-19, que é uma operação do Ministério da Defesa. Então todos os esforços da parte de apoio e logística, em tudo aquilo que a gente for demandado, que esteja dentro do nosso alcance, nós vamos cooperar para que essa vacinação realmente se realize o mais rápido possível, seguindo as diretrizes emanadas pelas secretarias municipais de saúde e do Ministério da Saúde”, comentou.

Manaus terá apoio do CMA na vacinação

Reunião tratou da vacinação de pessoas acima de 50 anos em Manaus
Foto: Dhyeizo Lopes / Semcom

O general também se reuniu com o prefeito de Manaus, David Almeida, na manhã desta segunda-feira, 15/2, para tratar da parceria para reforçar a vacinação contra a Covid-19 das pessoas com mais de 50 anos.

“Manaus já é a primeira, em percentual, para vacinação, e, com a ajuda do Comando Militar, nós vamos ampliar nossa capacidade. Esse público acima dos 50, abaixo dos 70 anos, compreende mais de 260 mil pessoas que nós queremos vacinar em cerca de 20 dias”, afirmou o prefeito David Almeida.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), representada na reunião pela chefa da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandez, informou que o público-alvo do grupo de 50 a 69 anos é de 267.943 pessoas. Essas pessoas, que, segundo o Plano Nacional de Operacionalização da vacina contra a Covid-19, são divididas em quatro grupos para vacinação (50 a 54; 55 a 59; 60 a 64; 65 a 69 anos), serão imunizadas respeitando o esquema diário referente a data de aniversário.

“Nós decidimos que vamos manter a estrutura que já existe na prefeitura, naturalmente ampliando de acordo com a orientação do Ministério da Saúde (MS), de vacinar a faixa acima dos 50 anos. Vamos apoiar com a capacidade logística, mão de obra, digitadores, vacinadores, auxiliares, para agilizar esse processo de vacinação”, comentou o comandante do CMA, general Estevam Theophilo de Oliveira.

Plano de vacinação 

O governador Wilson Lima e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciaram, na última sexta-feira (12/02), o Plano de Aceleração de Vacinação contra Covid-19 na Amazônia, que inicia pelo Amazonas a partir do dia 22 de fevereiro. O plano vai permitir a cobertura vacinal de todos os estados da região Norte, iniciando pela capital do Amazonas, Manaus, região metropolitana e interior do estado.

Foto/Destaque: Diego Peres/Secom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email