13 de abril de 2021

WalMart Brasil deve investir cerca de R$ 2 bilhões em 2010 no país

O presidente do Walmart Brasil, Héctor Núñez, anunciou ontem, na presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, o plano de investimentos da empresa para 2010, que será entre R$ 2 bilhões e R$ 2,2 bilhões

O presidente do Walmart Brasil, Héctor Núñez, anunciou ontem, na presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, o plano de investimentos da empresa para 2010, que será entre R$ 2 bilhões e R$ 2,2 bilhões. Trata-se do maior aporte de capital no país desde que iniciou a operação no Brasil, há 14 anos, e cerca de 40% superior ao volume de investimentos deste ano – da ordem de R$ 1,6 bilhão.
Os recursos serão destinados prioritariamente para a abertura de novas lojas, entre 100 e 110 unidades, de todos os formatos que a rede opera hoje no país – hipermercados, supermercados, lojas de atacado, clubes de compras e lojas de vizinhança. A maior parte delas – mais da metade das unidades – será voltada para as classes C, D e E, com as bandeiras Todo Dia (varejo) e Maxxi (atacado). “Nosso plano de expansão, bem mais agressivo que o de 2009, só reforça o quanto o Walmart acredita no Brasil e vai continuar apoiando o desenvolvimento socioeconômico da população brasileira”, afirmou Nuñez. “O foco nos formatos direcionados à classe média emergente será ainda mais forte em 2010”, acrescentou.
Além da abertura das novas unidades, Núñez ressaltou que parte dos recursos será destinada à reforma de unidades antigas, melhorias no sistema logístico e em tecnologia. Ao todo, os investimentos vão permitir a geração de mais 10 mil empregos diretos em 2010. “Estamos investindo não apenas em novas lojas, mas ampliando também o programa de apoio a fornecedores regionais, a exportação de produtos brasileiros e projetos de preservação do meio ambiente”, completou.
Nos últimos 4 anos, o Walmart investiu mais de R$ 4,5 bilhões no Brasil. Os valores são crescentes a cada ano: R$ 1 bilhão em 2007, R$ 1,2 bilhão em 2008 e R$ 1,6 bilhão em 2009. Neste ano, a companhia abriu 91 novas lojas, como previsto no plano de expansão, sendo 70 unidades voltadas para a população de baixa renda. No total do ano, foram gerados 10 mil novos postos de trabalho e 30 mil empregos indiretos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email