Wall Street volta a impulsionar bolsas asiáticas

Os ganhos em Wall Street continuaram a influenciar os mercados da Ásia. Nesta sexta-feira, praticamente todas as bolsas da região fecharam no campo positivo.
Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, que teve a terceira sessão seguida de elevação, liderada novamente pela seguradora Ping An e o setor imobiliário. O índice Hang Seng subiu 102,58 pontos, ou 0,5%, e terminou aos 20.971,50 pontos – na semana, o índice acumulou alta de 1,8%. Ping An saltou 5,4%. Sino Land ganhou 3,2%, Wharf Holdings avançou 2% e Henderson Land adicionou 1,1%.
Nas Bolsas da China, teve maior peso o ganho das ações das pequenas e médias empresas do que o declínio dos papéis dos bancos e das empresas do setor imobiliário. O índice Xangai Composto ficou estável, fechando aos 2.655,39 pontos – na semana, contudo, apresentou alta de 1,7%. O índice Shenzhen Composto ganhou 0,5% e terminou aos 1.178,26 pontos. China Vanke caiu 0,8% e Poly Real Estate Group baixou 0,5%. Bank of China recuou 0,6%.
O yuan se valorizou em relação ao dólar, por conta da queda na taxa de paridade central dólar-yuan (6,8003 yuans na quinta-feira para 6,7973 yuans na sexta-feira) e da incerteza sobre a reação da moeda norte-americana à divulgação da taxa de desemprego nos EUA. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8038 yuans, de 6,8084 yuans do fechamento de quinta-feira.
A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou o dia positiva, influenciada pelo bom humor das bolsas dos Estados Unidos e pelos ganhos registrados em ações do setor de tecnologia. O índice Taiwan Weighted subiu 1,4%, atingindo 7.830,21 pontos. Acer ganhou 3,3%, enquanto AU Optronics valorizou-se em 4,9%.
Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul encerrou em leve alta, com os investidores encorajados pela terceira sessão seguida de ganhos em Wall Street. As ações de tecnologia também foram destaque. O índice Kospi subiu 0,2% e fechou aos 1.780,02 pontos. Samsung Electronics avançou 0,3%; Hynix Semiconductor teve ganho de 3,3%
A Bolsa de Sydney, na Austrália, terminou o pregão com a primeira valorização semanal em quatro semanas, apoiada pelos papéis dos setores de matérias-primas e bens industriais, mas limitada pela realização de lucros em ações financeiras, antes da divulgação dos dados sobre o nível de emprego nos EUA e do feriado de segunda-feira nos EUA e no Canadá.
O índice S&P/ASX 200 ganhou 0,2% e fechou aos 4.541,2 pontos. BHP Billiton ficou praticamente estável e Rio Tinto fechou em alta de 0,9%.
Em meio ao cenário externo favorável e aos bons indicadores domésticos, a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou com o índice PSE em alta de 1,86% e encerrado aos 3.734,70 pontos, a maior pontuação desde dezembro de 2007. A Bolsa de Cingapura terminou em alta, em linha com os mercados regionais, embora investidores tenham permanecido cautelosos à espera dos números do emprego americanos.
O índice Straits Times subiu 0,5% e fechou aos 3.002,56 pontos.
O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 1,4% e fechou aos 3.164,27 pontos, liderado por compras de papéis de bancos e relacionados a produtos de consumo, depois de o Banco Indonésia manter a taxa de juros inalterada em 6,50%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email