Wall Street sairá da turbulência com um “pouso suave”, diz Bush

De acordo com Bush, “os fundamentos de nossa economia são fortes”, acrescentando ainda que essas condições ajudarão os mercados financeiros do país a superarem as atuais dificuldades. Bush afirmou confiar em que os investidores se acalmarão diante da crise no mercado de crédito imobiliário no país.
Para Bush, os investidores irão reavaliar seus riscos e se concentrar nos fundamentos da economia.
A atual preocupação dos investidores se relaciona à crise no segmento “subprime” do mercado hipotecário americano – o segmento envolve tomadores de crédito com histórico de inadimplência. A crise no setor já levou à concordata duas das principais empresas de hipotecas do país: a New Century Financial Corporation em abril, especializada no segmento “subprime”, e a American Home Mortgage (uma das 10 maiores empresa do setor de crédito imobiliário e hipotecas dos EUA), que pediu concordata na segunda-feira.
O caso da American Home deixou os investidores do país ainda mais preocupados, uma vez que a empresa é especializada em crédito no segmento “prime” (de baixo risco), o que fez crescer o temor de que os problemas estariam afetando outros setores da economia.
O presidente americano defendeu ainda sua política de cortes de impostos e de restrições de gastos. “Nos preocupamos muito se nossos cidadãos estão trabalhando e se eles têm ou não dinheiro no bolso para poupar, gastar ou investir como queiram”, disse. “Meu governo segue uma filosofia simples: nossa economia prospera quando confiamos ao povo americano seus próprios salários.”
O porta-voz da Casa Branca, Tony Snow, disse que “as pessoas estão obviamente preocupadas”, mas os créditos “subprime” no país representam uma parte pequena do mercado hipotecário.
“Temos uma economia que é muito forte e tem havido problemas no mercado de crédito que são fonte de alguma preocupação, mas por outro lado temos uma inflação moderada, crescimento contínuo e emprego, temos fundamentos muito fortes”, disse Snow.
As Bolsas americanas operaram em alta na quarta-feira, com os resultados no setor de tecnologia, em particular os da Cisco Systems.
Às 12h06 (em Brasília), a Bolsa de Valores de Nova York registrava alta de 0,59%, indo para 13.583,31 pontos no índice Dow Jones Industrial Average (DJIA), enquanto o S&P 500 subia 1,05%, para 1.492,15 pontos. A Bolsa Nasdaq operava em alta de 1,73%, com 2.605,80 pontos.
A Cisco informou, após o encerramento das negociações, que obteve um lucro líquido de U$ 1,9 bilhão em seu quarto trimestre fiscal, uma alta de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a empresa o avanço foi motivado pelo aumento dos investimentos de seus clientes em equipamentos capazes de garantir o crescimento do tráfego na internet. A empresa registrou receita de US$ 9,4 bilhões – alta de 18,1% – no período.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email