Vítimas de traumas faciais são atendidas pelo cirurgião buco-maxilo-facial

As fraturas de face são mais frequentes do que pensamos. No Brasil, cerca de 30 mil pessoas são vítimas de trauma na face todo ano. Curiosamente, a incidência é muito maior em jovens o que representa a maioria dos casos e essas fraturas acontecem mais com pessoas do sexo masculino. 

O trauma maxilo facial ou traumatismo facial, refere se a qualquer ferimento físico localizado na face, podendo afetar consecutivamente, sua pele, gordura, músculos, nervos e ossos e, nos casos mais graves, se associar ao dano cerebral. As lesões mais frequentes são: perda de sensibilidade na pele, cicatrizes antiestéticas, retrações, lesões oculares, lesões em vias aéreas, fraturas dos ossos da face, dificuldade na respiração, paralisia facial e perdas dentárias 

Os acidentes de motocicleta, de automóveis, em atividades esportivas, além de queimaduras, são considerados os causadores mais comuns das fraturas da face. A violência interpessoal e outros tipos de acidentes também são as causas que podem levar ao traumatismo facial.  As lesões na face podem ser tratadas e, com os procedimentos corretos, é possível recuperar 100% o paciente. O tratamento pode ocorrer de diversas maneiras dependendo do nível de gravidade da lesão.  Os casos podem variar desde uma simples observação ou até mesmo intervenção cirúrgica.

O cirurgião buco-maxilo-facial, geralmente, é solicitado para agir em salas emergenciais. Ele é o especialista que irá realizar o tratamento do paciente e que irá reparar os danos causados nas estruturas, ossos e ou tecido mole, da boca e do rosto. 

As fraturas podem ocorrer em várias partes são elas: Fratura de Mandíbula que acomete o osso inferior da face impossibilitando, muitas vezes, o paciente de mastigar e falar corretamente. Fratura de Maxila que abala o osso médio da face sendo uma região com menor probabilidade de lesão, se comparada com o osso mandibular, em um acidente automobilístico ou esportivo. Fratura do Complexo Zigomático Orbital que também atinge o osso médio da face na área mais lateral superior, abrangendo os ossos que fazem a composição da órbita que mantem o globo ocular em posição e pode muitas vezes levar o paciente a apresentar alterações visuais como a visão dupla (diplopia) e até limitar a abertura de boca, além da Fratura Nasal que atinge o osso do nariz com intenso sangramento.

Entre os sintomas das fraturas faciais estão a dor, o adormecimento do queixo, dos lábios, da língua, do nariz, a dificuldade em movimentar a boca e de mastigar. Importante lembrar que o cirurgião dentista especialista em CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAL é o profissional da saúde mais qualificado para realizar as cirurgias e os tratamentos adequados, uma vez que é o profissional que mais estuda anatomia de face e trabalha diretamente com quadros de tamanha complexidade e magnitude.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email