Viticultor e vinicultor, sem eles o vinho não entra na garrafa

“O HOMEM, NA VERDADE, AMA O VINHO COMO AO AMIGO QUE ELE ESCOLHEU; POR OPÇÃO, NÃO POR OBRIGAÇÃO”

O campo em qualquer lugar, fora da época da colheita, tem sempre a mesma ambiência, tranquila e pachorrenta. O silêncio só é quebrado pelo canto dos pássaros, e o farfalhar das copas das árvores.   

Os agricultores cumprem tarefas importantes relacionadas à saúde e bem-estar, principalmente daqueles que vivem nos centros urbanos. 

A nossa dependência alimentar tem direta relação com os resultados do plantio, e da colheita, que sempre apontam para o “happy ending” dos prazeres da mesa. Infelizmente, esses desbravadores do campo são valorizados e lembrados por poucos. 

No caso do planeta vinho, tu já vistes alguém numa enodegustacao levantar uma taça com vinho dizendo: vamos brindar aos viticultores e vinicultores que tornaram possível os aromas, sabores, e as nossas alegrias? Acho difícil….

Certa vez, a leitura de um livro me revelou as diferenças e importância da atividade dos viticultores e vinicultores para a elaboração dos vinhos finos com as cepas da espécie vitis vinífera, que amamos degustar. Essas revelações se tornaram a gota d’água que faltava para me motivar a visitar a área das videiras de uma vinícola. 

Me empolguei o suficiente pra tocar pra frente mais um dos meus projetos de vida. Na década de 2000, finalmente, realizei o sonho de caminhar e conversar ‘’in situ” com viticultores e vinicultores. 

As visitas que realizei cobriram três vinícolas. Uma no Rio Grande do Sul, duas no exterior.  Nelas, fui recebido com a amabilidade bem característica da gente do campo, e todas as minhas indagações sobre as atividades do dia-a-dia foram respondidas com sinceridade, desprendimento, e humor pelos agricultores de uvas. 

A primeira revelação foi sobre o papel que cada qual cumpre. O viticultor é o camarada responsável pelo processo de plantação, cultivo das parreiras, e colheita das uvas. Essa categoria de trabalhador, literalmente, tem que se virar nos trinta. Ele é o responsável pela tarefa de preparação do solo para o plantio das árvores, e pelo estudo das técnicas de irrigação. O viticultor, sabe de cor e salteado qual a melhor forma de cultivo de cada variedade, orientando seus pares, durante a vindima, sobre os mais apropriados métodos para colher as uvas. 

Já o vinicultor, que também é um grande protagonista, tem como tarefa a conclusão dos processos iniciados pelo viticultor. O trabalho dele começa quando acaba o trabalho do viticultor, após a vindima. O vinicultor dá as orientações necessárias para destinação das uvas, ou seja, é o grande responsável pela transformação da uva em vinho. 

Logo depois da colheita, ele cuida do transporte das uvas para seleção, quando é realizada a recepção, desengace, esmagamento, e esgotamento da matéria prima. O vinicultor atua para fazer sua parte em toda cadeia de procedimentos seguindo as instruções do enólogo.

 Durante a longa jornada que me levou, e continua levando, ao descobrimento dos prazeres do vinho, o meu maior objetivo sempre foi, desde o início, a busca das revelações, segredos, e mistérios que compõem o planeta do néctar dos deuses.

 Uma das primeiras lições aprendidas para valorizar o vinho que está na minha mesa, foi colher as informações sobre o país, a região de onde veio esse vinho e, principalmente, referentes as pessoas que dedicam capacidade profissional, tempo precioso, sabedoria, e paciência, com suor e lágrimas, para que o Suco da Bíblia caminhe de mãos dadas com o prazer em direção ao encontro com milhões de enófilos. 

Como comunicador, sou orientado pelo poder da informação. Podes crer. Ao me abastecer com a informação sou enriquecido. 

Agora deixa eu dizer uma coisa só pra ti. Os instantes em que colhi as informações no campo, praticando agronomia, ao vivo, cara-a-cara com os agricultores, foram formidáveis. 

O melhor de tudo foi ter estado lá, no campo, onde se cristaliza o vinhedo, as vinhas, as uvas, a vindima, o mosto, e o vinho, valorizando ainda mais o importantíssimo papel do viticultor e vinicultor, dois ilustres protagonistas do mundo do vinho. 

Resumindo – Pra mim está claro. A gente só ama, protege, e defende o que conhece.

Minha dica – Quando abrires uma ampola de vinho, te prepara para beber tudo, jamais guarde o que sobrou. Depois que a rolha é descorchada, se guardares, o encanto do vinho que os vitivinicultores colocaram na garrafa, desaparece. Vai por mim.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email