Verão preocupa vereadores por conta das aglomerações

O início do verão amazônico levou muita gente aos balneários no último fim de semana e o fator “aglomeração” voltou a preocupar os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta segunda-feira, 20. Locais como a praia da Ponta Negra, Zona Oeste, e igarapés situados na BR-174 foram os mais criticados, por conta do visível relaxamento e, consequentemente, da possibilidade de novos casos de contaminação pelo novo coronavírus.

O aferimento da temperatura, que deixou de ser feito por estabelecimentos comerciais como shopping centers, além da falta do uso de Equipamentos de Proteção (EPIs), também foram ressaltados durante a primeira sessão plenária da semana.

Alguns vereadores consideraram o fator “prevenção” como imprescindível, para que Manaus não volte a ficar no epicentro da pandemia, como ocorreu nos meses de abril e maio, quando a capital amazonense figurou entre as cinco primeiras no ranking da Covid-19. Na análise dos parlamentares, o número de pacientes nos hospitais diminuiu, mas não significa dizer que o vírus está fora do alcance dos manauaras.

Dados

De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), o Brasil já tem mais de 2 milhões de casos confirmados da Covid-19. Desse total, o país contabilizou 79,4 mil mortes até o momento. Mesmo com a recuperação de 1,3 milhão de pessoas, mais de 23,5 mil representam casos novos e foram registrados recentemente em todo o território nacional.

No Amazonas, que tem uma população de 4,1 milhões de habitantes, os números chegam a 379, que equivalem ao acumulado de 90,9 mil casos e 3,1 mil mortes.Em Manaus, o registro é de 133 novos casos, sendo 32 mil acumulados, 14 óbitos recentes e 1,9 mil mortes.

Prevenção

Desde o último dia 1º, quando retomou de forma gradativa as atividades presenciais, a Câmara de Manaus tem seguido todas as recomendações sanitárias estabelecidas pelos órgãos de saúde, para conter o avanço da doença.

“Não podemos relaxar, para não colocar a saúde das pessoas em risco”, justifica o presidente da CMM, Joelson Silva (Patriota), que se recupera de uma cirurgia e que já teve membros da família acometidos pela Covid-19.

Além de adotar as medidas de sanitização e desinfecção do prédio, o poder legislativo realizou testes rápidos para diagnóstico da doença em vereadores e servidores, e estabeleceu o uso obrigatório da máscara, sem exceção. A equipe do serviço médico da Casa tem realizado a medição da temperatura de todos, desde a chegada dos servidores ao trabalho.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email