Manaus apresentou em janeiro uma queda de 34,80% nas vendas de motocicletas em relação a dezembro de 2013. De acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), nos primeiro 31 dias do ano foram emplacadas 1.345 veículos de duas rodas na cidade. Já no último mês de 2013 o número de foi de 2.063 motocicletas vendidas. No Amazonas com 2.129 unidades vendidas, a queda foi ligeiramente mais discreta, mas também superior a 30%, no mesmo período.
Apesar das quedas acentuadas, na comparação com janeiro de 2013 os números de venda de motos são positivos. Em Manaus, as vendas cresceram 47,48%; enquanto no Estado a alta foi de 22,29%.
De acordo com o presidente do Cieam (Centro das Indústrias do Estado do Amazonas), a dificuldade de acesso ao crédito continua sendo o principal empecilho nas vendas no setor de duas rodas – o que acaba afetando também a atividade industrial.
“Os principais compradores das motos de 150 cilindradas compram para compor a renda familiar. Esse público apresenta um alto índice de inadimplência porque, por qualquer acidente, o comprador tem seu orçamento comprometido e para de pagar”, explicou.
Segundo os cálculos do próprio Cieam, a cada 10 proposta de abertura de crédito para a compra de motocicletas apenas três são aprovadas.

Automóveis

Com a determinação das resoluções 311 e 312 de 2009 do Contran, que determina a obrigatoriedade da instalação de air bags e freios ABS em todos os automóveis produzidos no país a partir de 2014, os automóveis também sofreram queda de vendas no primeiro mês de 2014. No período, foram emplacados em todo o Estado 2.752 veículos, o que representa uma queda de 25,30% na comparação com dezembro (quando foram emplacados 3.684 carros). Deste total, Manaus contribuiu com 2.628 novos veículos – e com a queda de 24,91%.
Já na comparação com janeiro de 2013 houve aumento de 13,16% nas vendas de automóveis no Amazonas e 15,06% em Manaus. Os dados incluem veículos importados.
Excluídas da obrigatoriedade de serem equipadas com os itens de segurança, com 2.129 unidades vendidas, as motocicletas tiveram uma queda ainda maior nas vendas em 2014.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email