Vendas de veículos seminovos e usados no Amazonas aquecem em julho

Relatório da Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores), indica que julho deste ano, as vendas de seminovos e usados no Amazonas registraram incremento de 11,6% em relação ao mês anterior. O setor vem demonstrando evolução mês a mês e apesar da queda 3,4% em relação a julho do ano passado, no acumulado do ano, houve saldo positivo em 16,5%.

Mantendo índices favoráveis, o setor de automóveis seminovos e usados comercializou 10.927 no último mês frente aos 9.794 do mês anterior. O presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, disse que a pandemia no Amazonas, não só em 2020, mas também em 2021 foi muito intensa com muitos números de infectados e comércio sofrendo com as restrições.

“Acreditamos que o mês de julho de 2020 ainda tenha refletido essa condição e, por isso, o resultado negativo. Recuos de vendas em determinados meses (como começo de ano, férias etc), não são incomuns e pode ter acontecido isso também, mas acreditamos que a razão mais determinante para esse recuo nesse mês tenha sido mesmo a pandemia e as restrições na abertura do comércio”. Mas, o mais relevante é que o volume de vendas vem se recuperando, como toda a economia nacional.

Ele acrescenta que o setor é impactado pela diminuição na produção de carros novos pois quando a oferta dos mesmos diminui, quando isso não acontece com a fluidez necessária, é criada uma distorção para quem deseja e precisa comprar um veículo, seja para o trabalho ou para o lazer. Naturalmente, o carro usado é a entrada de um novo. Mas, se o cliente quer mesmo um zero, mas não encontra, ou tem uma demora para recebê-lo, vai procurar alternativas viáveis e mais rápidas, buscando veículos mais novos que o dele e realimentando a cadeia de negócios.

O empresário do setor em Manaus, Diogo Augusto, da Kodo Veiculos, confirma que as vendas em julho garantiram alta de 15%. Mas na mesma proporção que o segmento apresenta índices positivos, surge a preocupação com a falta de estoques. “Só vende quem está conseguindo fazer estoque. Tá muito difícil de conseguir comprar carros bons. Devido a falta de produtos novos. Eu nunca imaginei um cenário como esse.  Acho que isso deve perdurar até ano que vem”.

Ele afirma que há um verdadeiro desequilíbrio entre oferta e demanda. Para equilibrar a escassez de veículos, ele conta que tem negociado carros de amigos e parceiros. “Ainda consigo comprar Okm pela amizade que temos e esperamos chegar o  carro que leva em média de 15 a 25 dias.  Vamos tentando manter de alguma forma o movimento do mercado. Aqui eu compro tudo que aparece  para o ciclo não parar de girar”, declarou. 

O mercado de veículos seminovos e usados vem seguindo maior demanda e mantendo o mercado aquecido em todo país, os dados da entidade sustentam que a compra de carros usados no Amazonas também segue como opção de investimento. A venda acumulada cresceu 24 % no primeiro semestre deste ano em relação a igual período do ano passado.

De janeiro a junho de 2021 foram mais 46.434 mil veículos comercializados. Em 2020, esse quantitativo foi de 37.423 veículos seminovos. Essa tendência de crescimento também foi observada no mês de junho deste ano, com resultado superior de 23,3%  a junho de 2020. O referido mês de 2021, contabilizou 9.794 veículos seminovos e usados vendidos, frente às 7.946 unidades comercializadas em junho de 2020.

Nacional 

Em todo país, o mês de julho teve um resultado positivo de 6,5% em relação a junho, sendo comercializados 1.424.130 veículos contra 1.336.964 em junho. O relatório aponta, também, outros resultados que comprovam a continuidade do crescimento de vendas, como a comparação de julho deste ano com o mesmo mês de 2020, apontando um aumento de vendas de 24,5%. 

Outro dado comemorado pela Fenauto é o de vendas acumuladas em 2021. Comparando-se as vendas nos sete meses deste ano, com o mesmo período de 2020, a evolução ficou positiva em 54,7%. A entidade considera todos esses resultados muito bons já que o país ainda está enfrentando a pandemia, mas já sentindo os efeitos da vacinação em massa que vem ocorrendo.

Mais demandados

No Amazonas, os quatro modelos mais comercializados em julho de 2021 foram o Gol, o Ônix, o Palio com 585,381, 345 e o Celta com 324 unidades vendidas respectivamente. Entre os comerciais leves o modelo S10, Saveiro e Montana, ocupam os três primeiros lugares no ranking 524, 236, 234 unidades comercializadas.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email