14 de abril de 2021

Vendas crescem 5% e confirmam perspectiva

A Apas (Associação Paulista de Supermercados) con­firma em seu balanço pós-páscoa que, na média, as vendas de produtos referentes à data comemorativa em todo o Estado de São Paulo cresceram 5% neste ano em relação ao mesmo período de 2008

A Apas (Associação Paulista de Supermercados) con­firma em seu balanço pós-páscoa que, na média, as vendas de produtos referentes à data comemorativa em todo o Estado de São Paulo cresceram 5% neste ano em relação ao mesmo período de 2008.
“O movimento dos consumidores nos supermercados paulistas foi marcado pela substituição de produtos de páscoa mais caros por equivalentes mais baratos, principalmente no interior do Estado”, afirmou Martinho Paiva Moreira, vice-presidente de comunicação da associação.
“Em algumas cidades, verificamos que houve vendas menores de ovos de páscoa e maiores de bombons, assim como vendas menores de bacalhau e maiores de outros peixes, como a merluza”, exemplificou Moreira.
Já na capital, o varejo ­supermercadista comercializou todo o estoque do período, tanto de ovos de páscoa quanto de bacalhau e outros peixes. Houve casos em que o aumento das vendas foi superior a 20%.
O meio de pagamento mais utilizado na data foi o cartão de crédito, em razão do alto valor do tíquete médio. “Esta Páscoa também foi marcada pela parceria acentuada entre supermercadistas e fornecedores, que ajustaram seus preços conforme cada ponto-de-venda –iniciativa que colaborou de forma decisiva para o incremento das vendas”, explicou Moreira.
Depois do período de celebração, os supermercados tradicionalmente oferecem promoções de produtos da época, como ovos de chocolate e colombas pascais. Neste ano, de acordo com a Apas, as ações abrangem de reduções de preços a promoções do tipo “leve 3, pague 2”, embora o maior volume de vendas tenha se concentrado nos dias que antecederam a páscoa.

Maior faturamento

Os empresários da Região Metropolitana do Rio de Janeiro faturaram 10,4% a mais nesta páscoa do que na do ano passado, segundo pesquisa da Fecomercio-RJ. Esse crescimento é bastante expressivo, tendo em vista que em 2008 o comércio da região diretamente ligado à data já havia registrado uma expansão na receita de 5,7%. O resultado de 2009 é o maior dos últimos oito anos.
O gasto médio por cliente também foi significativo: R$ 70,79. O segundo maior da série histórica, perdendo apenas para a páscoa de 2002 (R$ 77,23).
Entre os empresários entrevistados, 63,2% realizaram promoções, percentual menor do que os 70,0% do mesmo período do ano passado.
Grande parte dos consumidores comprou à vista (42,9%). As demais opções foram no cartão de crédito: em parcela única (31,2%) e parcelado (25,9%).
Dentre os empresários ouvidos pelo levantamento, 36,5% venderam produtos de marca própria dos estabelecimentos, o que representou 55,7% do total das vendas destas lojas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email