Vendas a prazo representam 55% da comercialização de motocicletas

Os financiamentos de motocicletas representam 55% do total de unidades comercializadas. A produção registrada no ano até agosto de 2007, de mais de 1,163 milhão de unidades, apresentou crescimento de 22,8% sobre igual período de 2006. Já os licenciamentos no período sofreram uma elevação de 30,1%, saltando de 820,7 mil unidades para 1,058 milhão de motocicletas.

Entretanto, é bom o consumidor ficar atento, já que, no segmento quatro rodas, o IMC (Índice de Manutenção do Carro) teve a terceira maior alta no ano. O índice, segundo a Agência AutoInforme, cujo parâmetro serve para medir o custo para andar e manter o carro, fechou setembro com alta de 0,73%. Foi a segunda alta mensal seguida e a terceira maior do ano.

Apenas em janeiro e abril, período em que o álcool se encontrava na entressafra, o índice foi maior. No acumulado deste ano o custo para usar o carro está 3,32% mais caro, diz a Anef.

Os combustíveis, itens com o maior peso na composição dos gastos do motorista, estão com os preços estabilizados. A gasolina teve leve alta de 0,11% e o álcool permaneceu estável (+ 0,05%). O que impulsionou a alta do IMC em setembro foi o aumento de preços de peças e serviços. O filtro de ar ficou 7,52% mais caro, seguido pelo filtro de combustível, com alta de 5,11%. A mão-de-obra de revisão no carro subiu 4,90% e o filtro de óleo 4,86%.
Em queda, apenas o alinhamento de direção, que ficou 4,71% mais barato, a bateria, que caiu 0,63% e o pneu com – 0,27%.

Atuação nacional

Fundada em 1993, a Anef representa as suas associadas junto aos órgãos do governo, de entidades de classe e associações congêneres, divulga, esclarece e presta informações tanto à imprensa quanto aos consumidores em geral sobre as modalidades de financiamentos – CDC (Crédito Diretor ao Consumidor), Finawme, Leasing e Consórcio–, nos segmentos automóveis, ônibus, caminhões e motocicletas.

A entidade representa, hoje, 22 instituições entre bancos, empresas de arrendamento mercantil e consórcios vinculados à indústria automotiva.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email