Varejo espera alta de até 7% no Dia das Mães

Se depender da pesquisa de Intenção de Compras para o Dia das Mães da CDL-Manaus (Câmara de Diretores Lojistas de Manaus), a movimentação de reais no comércio varejista de Manaus deverá ultrapassar os R$ 134 milhões. De acordo com o presidente da FCDL/AM (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Amazonas), Ralph Assayag, espera-se um crescimento de 6% a 7% nas vendas para o período. Em 2010, o valor injetado pelos consumidores no comércio local durante a data foi de mais de R$ 112 milhões.
Enquanto isso, na avaliação por regiões da pesquisa Serasa Experian, os empresários do Norte são os mais otimistas, com 74% aguardando vendas maiores, seguidos pelos lojistas do Nordeste (64%), Sul (62%), Sudeste (57%) e Centro-Oeste (56%). Por porte de empresas, 87% das grandes varejistas preveem alta do faturamento, enquanto 74% das médias e 56% das pequenas estimam aumento das vendas.
A pesquisa da CDL-Manaus, realizada na primeira semana de abril, também divulga um crescimento de 20,7% no número de pessoas dispostas a presentear durante o período dedicado às mães em 2011 na comparação com 2010. Contudo, a média de consumo por pessoa reduziu de R$ 180,70 em 2010 para R$ 178,32 em 2011, tendo como justificativa o fato de que um expressivo número de pessoas pesquisadas não tinha, ainda, noção dos valores de presentes.

Intenção de gastos

O levantamento aponta que 23,7% tem intenção de gastar nas compras, em média, entre R$ 41 e R$ 80, seguido de 17,8% na faixa de R$ 81 a R$ 100 e 12,6% com intenção de gastar mais de R$ 400.
Já na intenção de gastos em presentes da pesquisa Serasa, o consumidor que lidera as vendas em 37% é aquele que deve comprar entre R$ 51 e R$ 100, seguido de 32% dos entrevistados, que pretende fazer compras de até R$ 50. Entre R$ 101 e R$ 200 fica uma média de 19%; 7% entre R$ 201 e R$ 300; entre R$ 301 e R$ 500 (3%); e superiores a R$ 500 (2%).
Na avaliação do Serasa com varejistas em todo o país, roupas, sapatos e acessórios devem liderar as vendas, respondendo por cerca de 30% dos presentes, seguidos por flores (16%), celular e smartphone (14%), eletrodomésticos (13%), perfumaria e cosméticos (11%), eletrônicos (5%), jóias e relógios (3%), chocolates e doces (2%) e utilidades domésticas (2%).

Zona Centro-Sul prefere comprar nos shoppings

A CDL-Manaus também questionou quais tipos de presentes o consumidor pretende comprar e fez uma estimativa das intenções de compras por zonas da cidade, que ficaram distribuídas em uma grande diversificação de produtos.
Na Zona Norte, lideram com 26,1%, os eletrodomésticos; vestuário (20,9%) e calçados (12,2%). Por intenção de local de compra, os consumidores da Zona Norte comprarão bem, tanto no comércio formal do Centro (47,1%) quanto no bairro (19,2%) e nos shoppings (24,0%).
De acordo com a pesquisa, na Zona Sul, lidera o vestuário com 19,1%; seguido de perfumes e similares com 17,8% da preferência e calçados (15,1%). A intenção desta zona de Manaus é 55,6% de compras no Centro e 25,4% nos shoppings.
Na Zona Leste lideram as intenções de compra de calçados (18,4%); seguidos de perfumes e similares (17,6%) e eletrodoméstico (13,6%). Na Zona Leste cai o interesse de compra no Centro que fica em 25,2%, com o comércio do bairro liderando 30,4%, seguido dos shoppings (36,5%).
Já na Zona Oeste os maiores interesses são por pefumes e similares (16,0%); depois vestuário (13,2%) e calçados (13,2%). A Zona Oeste apresenta alta procura pelo comércio formal do Centro (63,6%).

Bolsas e similares

A Zona Centro-Sul apresenta maiores interesses por bolsas e similares (19,6%); depois perfumes e similares (17,9%) e calçados (14,3%). Nesta área da cidade houve maior interesse em comprar nos shoppings (66,7%).
A Zona Centro-Oeste apresenta interesse nos eletrodomésticos (29,6%); celular (18,5%) e perfume e similares (13%). Com alto índice de busca (52%) pelo comércio do Centro.
Em todo o país as expectativas são positivas, segundo pesquisa do Serasa Experian, 59% do empresariado do comércio varejista acredita que as vendas do Dia das Mães devem superar o desempenho do ano passado. “O otimismo dos varejistas brasileiros para este Dia das Mães é bem próximo ao verificado na mesma data de 2010”, diz o comunicado do Serasa. “O que pode justificar a boa expectativa dos varejistas é a certeza de que as promoções nas vendas conquistarão o consumidor, que está mais endividado e carrega uma inadimplência em ascensão”, concluiu a Serasa Experian.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email