3 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Vamos tirar o dinheiro da poupança?

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/2Sem/09Setembro/14/Fernando%20Magalhaes%20perfil.jpg
Investindo no Tesouro SELIC você possui garantia do próprio Tesouro Nacional

Com a poupança rendendo menos do que a inflação, o brasileiro precisa mudar o dinheiro de lugar. Quer dar o primeiro passo? Nesse artigo eu pretendo lhe mostrar o que você precisa fazer para vencer a inflação no Brasil.

Imagine que você queira comprar um carro para o seu dia a dia. Você prefere comprar um carro novo com garantia total inclusa ou prefere comprar um carro de 158 anos que mal anda e só lhe dará prejuízo?

Normalmente as pessoas devem preferir um carro novo, afinal o “retorno” percebido é maior. Então por que você insiste em deixar seu dinheiro na poupança?

A poupança foi criada em 1861 pelo Imperador Dom Pedro II. Desde então, essa “lata-velha” pouco evoluiu. Hoje a rentabilidade da poupança é superada pela inflação. 

Por outro lado, em 2002 foi criado o Tesouro Direto, programa que democratizou a compra de títulos públicos por pessoas físicas através da internet. O Tesouro SELIC, um dos títulos negociados no programa, surge como principal alternativa aos que pretendem sair da poupança.

No mercado financeiro é comum se fazer uma análise de risco e retorno na hora de se investir, então vamos fazer essa comparação entre a poupança com o Tesouro SELIC:

Investindo na poupança você possui garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) de até 250 mil reais. Isso significa que se a instituição financeira quebrar você pode reaver até esse valor por meio do FGC.

Investindo no Tesouro SELIC você possui garantia do próprio Tesouro Nacional. Ou seja, o risco do investimento é zero. Você não sabe se uma empresa vai quebrar, mas você sabe que o país não vai, afinal é o próprio país que faz dinheiro. 

Já o retorno é bem fácil de analisar: a poupança rende 70% da SELIC, enquanto o Tesouro SELIC rende 100% da SELIC. Então há uma diferença de 30% entre a rentabilidade dos dois investimentos. 

Assim fica fácil concluir que o primeiro passo para quem quer tirar o dinheiro da poupança é investir no Tesouro SELIC: mais seguro e mais rentável, batendo a inflação.

E não é difícil, você só precisa do seu CPF e de uma conta corrente em uma instituição financeira, que pode ser banco ou corretora. O passo a passo você pode encontrar no site do Tesouro Direto (www.tesouro.gov.br/-/passo-a-passo).

Alternativas seguras são CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) ou Fundos de Investimento em Renda Fixa. Esteja sempre atento às taxas cobradas!

Nesta semana o Banco Central define se mantém a taxa SELIC em 6% ao ano ou se faz o corte de 0,5% que o mercado espera acontecer. Algumas instituições financeiras acreditam que a taxa encerrará o ano em 5%. Lembrando que a meta da inflação é de 4,25% em 2019.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email