Valorização do real preocupa e solução está nos juros, diz Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu na sexta-feira que o governo federal está preocupado com a recente valorização do real ante o dólar, ocorrida principalmente com a volta do fluxo da moeda americana para dentro do país trazida por investidores estrangeiros.
Segundo Mantega, esse fluxo atrapalha o setor exportador, mas tem “um lado positivo” por poder significar a volta do investimento estrangeiro depois de uma interrupção causada pela crise financeira global.
“Essa valorização do real atrapalha os setores produtivos, os setores exportadores, a agricultura, etc. Então ela é uma fonte de preocupação”, disse Guido Mantega após participar de seminário sobre a crise financeira organizada pela revista “Carta Capital”, em São Paulo. “Mas devemos olhar pelo lado positivo, são mais investidores interessados no Brasil”.
Para evitar uma maior desvalorização do dólar ante o real, Mantega disse que o BC já atua em duas frentes: a compra de dólares para recompor as reservas internacionais e, principalmente, a manutenção da queda nas taxas de juros. “O BC já está comprando mais e recompondo reservas, o que é muito bom porque neste momento nós seríamos um dos poucos países aumentando nossas reservas”, disse. “O Banco Central tem sinalizado que vai dar continuidade à queda dos juros, o ministro-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles tem falado isso e, portanto, acredito que esta é a direção correta a seguir”.
Mantega disse ainda que esse fluxo positivo de dólares para o Brasil é mais uma prova de como o país está forte para superar a crise. “Tanto é verdade que o Brasil está sendo visto como um país que tem condições melhores que, na primeira melhorada que deu lá fora, já tem um forte fluxo de capitais para o Brasil”.
Sobre o desempenho da economia brasileira, o ministro Guido Mantega disse esperar uma melhora mais fraca no primeiro semestre, e uma retomada mais vigorosa ao final do ano.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email