Vacina é destaque na CMM

Representantes do Governo do Amazonas estiveram reunidos na CMM (Câmara Municipal de Manaus), na manhã desta segunda-feira (12) para divulgar a importância da Campanha de Vacinação contra o HPV (Papiloma Vírus Humano), causador do câncer uterino, além de sensibilizar a população sobre a doença. A vacinação que começou na última sexta (9), com a parceria das secretarias estaduais e municipais de Saúde e Educação, tem a pretensão de imunizar primeiramente meninas com idade de 11, 12 e 13 anos matriculadas na rede pública e particular de ensino. A meta da campanha é vacinar, no mínimo, 80% desta população prioritária.
A visita ocorreu durante a Sessão Plenária, e contou com a participação do vice governador, José Melo (PMDB), da secretária de Governo Rebecca Garcia (PP), do secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, da primeira dama do Estado, Nejmi Aziz e da ginecologista da Fcecon (Fundação Centro de Controle e Oncologia do Estado do Amazonas), Mônica Bandeira.
O grupo esteve na CMM a convite do presidente da Casa, vereador Bosco Saraiva (PSDB), que agradeceu a presença de todos os representantes do Governo, em especial à primeira dama, Nejmi Aziz. “O belo trabalho que está sendo desenvolvido pela primeira dama não tem preço, vai além da participação da médica Mônica Bandeira”, ressaltou Bosco.
A importância da vacinação começou com a palestra da ginecologista Mônica Bandeira que divulgou números alarmantes de casos da doença no Estado. Segundo ela, dos 560 novos casos, em 2011, 171 mulheres morreram vítimas do câncer uterino. “O Amazonas é campeão em câncer uterino”, confirmou a médica, acrescentando que o risco maior de contrair o vírus está na iniciação sexual precoce, promiscuidade sexual, tabagismo, álcool e doenças sexualmente transmissíveis.
A médica alertou ainda, que existem apenas quatro maneiras de evitar o câncer uterino, são elas: a vacinação contra o HPV, o uso da camisinha e por meio dos exames Papanicolau e Colposcopia.
O vice governador, José Melo (PMDB) comparou a campanha de vacinação contra o HPV como uma “operação de guerra” que precisa ser dita a todo momento. “Todos precisam estar envolvidos. É preciso que a família entenda que é necessário autorizar as doses da vacina”, ressaltou Melo.

Investimentos

Na ocasião, José Melo ressaltou os investimentos que o Governo do Estado pretende realizar para melhorar a saúde no Estado, entre eles o projeto para construção de um hospital na zona Norte, que terá R$ 390 milhões, a construção do Centro de Tratamento de Dependentes Químicos, do Hospital do Sangue e do Centro de Diagnóstico por Imagem, que será implantado no lugar onde está o Hospital Eduardo Ribeiro. “Vamos investir R$ 60 milhões no Centro de Diagnóstico de Imagem, com parceria público-privada, que vai permitir que todos, tenham acesso a esse serviço que hoje só é oferecido, na qualidade que estamos prevendo, em centros particulares no Sul do país”, destacou José Melo.
No pacote de investimentos na saúde, Melo também destacou o projeto de adequação do Hospital Francisca Mendes para “Hospital do Coração Francisca Mendes”, habilitado inclusive para transplantes de coração, que devem iniciar em 2014. “Para realização de transplantes, o Governo está treinando profissionais do Amazonas em hospitais especializados em procedimentos de alta complexidade, como o Sírio Libanês, o Albert Einstein e o Incor (Instituto do Coração). A previsão é iniciar os transplantes de fígado ainda este ano”, afirmou Melo.

Estratégia da vacina

Wilson Alecrim detalhou que a vacinação ocorrerá prioritariamente nas escolas como estratégia para assegurar que as meninas cumpram o esquema de três doses, que garante a imunização contra o Papiloma Vírus. “Até o dia 30 de agosto, todas as escolas públicas e privadas das áreas urbana e rural serão alcançadas, nos 62 municípios do Estado. As adolescentes que eventualmente não estejam matriculadas terão oportunidade de se vacinar nas unidades de saúde de referência que serão definidas por cada município”, explicou o secretário.
Rebecca Garcia destacou a importância da vacina ao ressaltar que a imunização irá salvar muitas vidas no futuro. Na ocasião, a secretária pediu a todos os presentes que divulguem a importância da campanha. “A autorização dos pais é essencial para que a menina fique imune à doença”, lembrou Rebecca.

Primeira dama destaca função social

Na oportunidade, a primeira dama do Estado, Nejmi Aziz destacou que a dose da vacina é imprescindível para combater o número alarmante da doença no Estado. “O Governo está oferecendo essa oportunidade para que nossas meninas sejam imunizadas”, observou Nejmi.
“A divulgação e conscientização são primordiais para que nossas futuras mulheres sejam salvas”, acrescentou a primeira dama.

Mais qualidade nos exames

Entre os vereadores que manifestaram apoio, está o vereador Marcelo Serafim (PSB) que disse que a vacinação contra o HPV não é somente a única forma de prevenir o câncer de colo uterino, mas também com o preventivo citopatológico de qualidade. Segundo ele, o exame citopatológico está aquém do que a população deseja. Ele destacou ainda, que 60% de todos os exames de citopatologia de Manaus são feitos na PMM pelo laboratório de Citopatologia. “Precisamos avançar na automação desses exames”, disse Marcelo Serafim, observando que se a PMM licitar os equipamentos, a realização de 100% dos exames seria mais rápida.
O vereador alertou ainda, que apenas um laboratório em Manaus apresenta índices de positividades em relação à leitura do exame preventivo, o restante apresenta apenas 0,35% de índice de positividade. “As mulheres estão fazendo preventivo sem a leitura correta por profissionais, o que no futuro poderá causar o câncer de colo de útero”, garantiu.
O vereador Dr. Gomes ((PSD) disse que a vacina contra o HPV é importantíssima para que as adolescentes na faixa etária de 11 a 13 anos, não sejam as mulheres acometidas de câncer no futuro. “O governador Omar Aziz, está de parabéns mais uma vez por esta grande campanha”, destacou o vereador.

Projeto de Lei

O combate ao vírus cumpre a lei nº311/2012, denominada ‘Vacina contra HPV’, de autoria do vereador Reizo Castelo Branco (PTB), que obriga a imunização gratuita em alunas da Rede Municipal de Ensino.
“A luta valeu a pena, porque as mulheres precisam dessa proteção. Sem dúvida alguma, a conquista não é minha, mas, de todas elas que acreditam no trabalho que desempenho com seriedade pelo povo da nossa cidade”, disse Reizo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email