Uso do mel é tema de seminário em Pelotas

Apiturismo, apiterapia, uso de mel na culinária, georreferenciamento e rastreabilidade do mel, polinização, associativismo e sanidade apícola. Esses são alguns dos temas que serão discutidos no ‘XIII Seminário Estadual de Apicultura – Novas Fronteiras da Apicultura,’ que será realizado de 7 a 9 de agosto em Pelotas no Rio Grande do Sul. A idéia é que a discussão desses assuntos possa contribuir para o desenvolvimento da atividade naquele estado a partir da atualização e intercâmbio de conhecimentos.
Durante o seminário, ocorrerão eventos paralelos como o ‘VII Encontro Estadual de Meliponicultores’, a ‘XI Feira Estadual de Produtos Apícolas’ (Expoapis) e o ‘IX Concurso Estadual da Qualidade do Mel’. Esse seminário ocorre anualmente no Rio Grande do Sul, cada vez em um município diferente.
O presidente da Federação Apícola do Rio Grande do Sul, Aroni Sattler, destaca que 500 participantes são esperados para o evento. Segundo ele, Pelotas foi escolhida para sediar o evento porque está situada no extremo sul do Estado e se destaca como pólo referencial para toda a metade sul do Rio Grande do Sul, considerada, atualmente, a Nova Fronteira Apícola do Estado. “Trata-se de um pólo importante que encontra na apicultura uma oportunidade de geração de ocupação e renda”, diz Sattler.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email