Usina de Castanha vai ser ampliada em Amapurá

Aconteceu, no mês de junho passado, a assinatura do Convênio entre a Aprocam (Associação dos Produtores e Beneficiadores da Castanha de Amaturá) e o Banco Mundial visando o Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Castanha do Brasil, um projeto elaborado pela gerência de Apoio a Produção Florestal Não Madeireira do Idam que vai atender comunidades tradicionais, agricultores familiares e associações agroextrativistas.
Com o projeto vai ser possível a aquisição de equipamentos para melhorar o sistema de escoamento da produção (manejo nas etapas de coleta, transporte e armazenamento), capacitações com base nas boas práticas de higienização, fabricação, manuseio de equipamentos, segurança no trabalho, associativismo e cooperativismo, gestão de negócio e mercado, além da confecção de materiais de divulgação e marketing.
A atividade da castanha-do-brasil, no município, é realizada tradicionalmente pelas populações ribeirinhas e indígenas, no entanto, os sistemas de coleta e comercialização que vinham sendo empregados não eram eficientes no sentido de proporcionar remuneração mais justa aos trabalhadores envolvidos na atividade

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email