19 de abril de 2021

Como seria o papel das universidades inteligentes?
A Universidade é o local onde cabe a pesquisa e experimento nas mais diversas áreas. Em ambos os casos as possibilidades são infinitas. Assim seria muito interessante ver em uma universidade o modelo de uma comunidade inteligente e moderna.

Vamos começar com algumas suposições. Será que em uma universidade existiria a possibilidade de algum de seus institutos criar um espaço aconchegante, que pudesse aproveitar a luminosidade, ter um melhor aproveitamento térmico e acústico, que aproveitasse as águas servidas, que tratasse os dejetos e transformasse a água dos esgotos em água potável, que aproveitasse ao máximo a energia solar e eólica, que tivesse o domínio seguro da energia nuclear, mas mesmo assim soubesse aproveitar a energia elétrica de maneira racional. Será que as construções poderiam ter uma combinação de varanda verde, para poder cultivar hortas e dividir o espaço do concreto com a flora.

Será que em uma universidade haveria algum instituto que pudesse criar salas inteligentes, com monitoramento de conforto térmico, luminosidade, fechamento e abertura automático de portas, monitoramento de segurança, controle de fluxo de veículos, monitoramento de salas vagas, de vagas em estacionamento? Será que haveria maneira de ter uma internet de velocidade rápida, telefonia móvel com ótima qualidade de resposta, equipamentos rápidos e modernos, acesso remoto, wi-fi em todos os cantos, acessibilidade dentro das normas e padrões mundiais?

Será que em uma universidade teríamos alguém capaz de criar um sistema de dados que pudesse calcular o todas as equações que envolvem o buraco negro, trabalhar os bigdatade maneira a colher informações preciosas para as tomadas de decisões?Poderíamos desenvolver inteligência artificial, criar exoesqueletos, desenvolver vacinas que protejam dos males da saúde, carros que se locomovam sem motoristas, ônibus elétricos silenciosos e sem motoristas,telas de sala de aula interativas, equipamentos pessoais completos para desenvolver as atividades docentes e discentes?

Será que conseguimos ter em uma universidade algum lugar que consiga desenvolver a nanotecnologia para poder desenvolver inúmeros produtos a exemplo medicamentos poderosos e menos invasivos? Será que existe algum instituto capaz de desenvolver uma enzima capaz de deixar o plástico em um elemento orgânico? Será que pode haver alguém nesse universo que possa criar e desenvolver a agricultura orgânica com uma capacidade de resistência a pragas?

E se nessas universidades houvesse algum instituto que conseguisse achar a solução para o desperdício dos recursos públicos, achar maneiras melhores de administrara e gerir esses recursos, conseguir deixar mais transparentes as ações, melhorar a eficiência da máquina pública, descobrir mecanismos pedagógicos que pudessem melhorar, o aprendizado, preservar a cultura, atender melhor a sociedade?
Não importa o que se venha a dizer, é bem provável que tudo o que foi dito anteriormente tenha sido criado e desenvolvido em laboratórios universitários, ou por pesquisadores que foram a princípio formados em universidades. Então se tudo isso é descoberto e testado em universidades a pergunta que nos vem à mente é: porque as universidades não apresentam essa cara de universidades inteligentes na sua maioria? Porque se vêm espaços escuros, malcuidados, quebrados, portas fechadas, buracos nas estradas, internet ruim, telefonia móvel sem sinal, iluminação de baixa qualidade, transporte com deficiência, carteiras quebradas, quadros antigos….

Será que poderíamos ter as universidades brasileiras como um modelo padrão de sociedade, moderna e avançada? Ou estamos fadados a casa de ferreiro espeto de pau. Porque não espeto de diamante?
Vamos mudar isso? Acredito que é possível. Os talentos já temos, nos falta somente a boa vontade.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email