Universidades do AM mantêm calendário de processo seletivo

O adiamento da data do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) não vai alterar o calendário dos vestibulares das universidades federal e estadual do Amazonas. Nas duas instituições, a nota do Enem é usada como um dos critérios para o acesso dos estudantes. Pelo menos por enquanto, a realização dos vestibulares está agendada, respectivamente, para os dias 23 de novembro e 6 e 7 de dezembro.
Na Ufam (Universidade Federal do Amazonas), a nota do Enem será usada, este ano, como fase única para preencher 50% das vagas, além das remanescentes. Já na UEA (Universidade do Estado) o exame serve para compor a nota final da primeira fase dos candidatos. O MEC (Ministério da Educação) prevê que as provas do Enem sejam realizadas de 30 a 45 dias.
A pró-reitora de ensino de graduação da Ufam, Rosana Parente, disse que o calendário já divulgado pela instituição referente ao vestibular e ao início do próximo ano letivo só será alterado se houver necessidade. O que pode ocorrer, segundo ela, é um atraso na apresentação da relação de aprovados na universidade ou, ainda, nos prazos para as matrículas.
Não acredito que teremos problemas por causa desse adiamento. Se for necessário, faremos uma reprogramação de datas, considerou.
Para a diretora do departamento de políticas e programas educacionais da Seduc (Secretaria de Educação do Amazonas), Cíntia Régia do Livramento, o cancelamento do exame, que seria neste fim de semana, foi uma atitude responsável diante da fraude comprovada. Cíntia também é a responsável pela coordenação estadual de acompanhamento do Enem no Amazonas. Em todo o Estado, 134 mil candidatos se inscreveram para participar da prova.
“Lamentamos o fato, pois não esperávamos nenhum tipo de fraude. Contudo, os alunos não devem desanimar e ver isso como um prazo a mais para se prepararem para a prova”, ressaltou.
Também na região Norte, a Ufac (Universidade Federal do Acre) usará o Enem a partir deste ano para preencher as vagas remanescentes. Na Unir (Universidade Federal de Rondônia), a nota do Enem faz parte da fase única para preencher 10% das vagas. Na UFT (Universidade Federal do Tocantins), o exame também servirá como fase única para preencher 25% das vagas, além das remanescentes.
Os candidados inscritos no Enem podem ligar para o telefone 0800 61 61 61 para tirar dúvidas sobre o adiamento do exame.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email