Unificação de distribuidoras pode começar pelo Amazonas

O primeiro passo para a unificação das distribuidoras federalizadas de energia estava previsto para ser dado ontem. A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) iria decidir se aprovaria ou não o processo de incorporação da Ceam (Companhia Energética do Amazonas) pela Manaus Energia. Essa fusão foi iniciada em 2006 e tem como objetivo criar uma única empresa para atuar em todo o Estado.
Atualmente, a Ceam distribui energia no interior e a Manaus, na capital. Segundo uma fonte do governo, a idéia é concluir o processo de fusão até o início de abril, quando será criada a Amazônia Energia.
Além da incorporação da Ceam pela Manaus, a Aneel também votará a transferência do controle da Manaus Energia, da Eletronorte, para a Eletrobrás. Assim, a nova empresa do Amazonas será diretamente ligada à holding que controla o sistema. Segundo a fonte, essas medidas para sanear as empresas federalizadas têm como objetivo melhorar o desempenho do balanço da Eletrobrás. O governo tem a intenção de fazer uma nova venda de ações da empresa no mercado. A intenção inicial, segundo a fonte, é aumentar de 35% para algo entre 40% e 50% o porcentual do capital da companhia em circulação na bolsa.
O governo pretende unificar a administração das distribuidoras de energia federalizadas que, por motivo de má gestão, dão consecutivos prejuízos que contaminam o balanço da Eletrobrás. Uma das possibilidades em estudo é de criar uma nova holding, dentro do sistema Eletrobrás, para cuidar dessas sete empresas: Ceal (Alagoas); Cepisa (Piauí); Manaus Energia (Amazonas); Ceam (Amazonas); Ceron (Rondônia); Eletroacre e Boa Vista (Roraima).
Esse assunto será discutido hoje, na primeira reunião do Conselho Administrativo da Eletrobrás, desde que o Congresso Nacional aprovou medida provisória que aumentou os poderes da empresa. Segundo a mesma fonte, as empresas unificadas poderão fazer compras conjuntas de equipamentos, obtendo ganhos de escala e melhores preços.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email