Com grata surpresa vimos acontecer recentemente uma ação preventiva e de conscientização na cidade, reunindo servidores da Prefeitura de Manaus e militares do 2º Grupamento de Engenharia do Exército Brasileiro, com sede em Manaus.  

Em um mutirão de sensibilização, saíram às ruas do bairro do São José 1, na Zona Leste, distribuindo material informativo e alertando os moradores sobre a proibição da prática da queima de lixo e resíduos. Uma parceria inédita no contexto urbano da Operação Verde Brasil 2, dentro da Força-Tarefa General Rodrigo Octavio, voltada  ao combate às queimadas na Amazônia.  

Iniciativa digna de aplausos, tendo em vista que é na cidade onde os efeitos maléficos da fumaça, resultante dos incêndios nas florestas, mais causam danos à saúde das pessoas. Se solidarizar a esta população e orientá-la sobre como é danoso contribuir com esse quadro, onde se queima folhas, restos de entulhos, colchões, pneus, fios e outros tipos de material, faz toda a diferença na difícil missão de combater as queimadas e conscientizar quem ainda insiste nessa prática agressiva ao meio ambiente. 

A Semmas tem a atribuição  de atuar no perímetro da capital amazonense,  trabalhando  basicamente no atendimento a denúncias feitas por meio dos canais disponibilizados pelo órgão e principalmente na prevenção, com as atividades de sensibilização da população através de campanhas de mídia, nas redes sociais e ações de rua. O trabalho é feito de forma integrada com a fiscalização, que pode aplicar sanções a quem insiste em queimar.  

Estamos no mês de setembro, pico do verão amazônico e em meio às dúvidas e incertezas de uma pandemia mundial, causada por um novo vírus, que afeta sobretudo as vias respiratórias. Vamos ter bom senso e, de uma vez por todas,  eliminar esse hábito da queima. Depende só de uma mudança comportamental.  Façamos a nossa parte.  Pode parecer pouco, mas não é.   

Congratulações ao Exército Brasileiro pelo esforço feito, sobretudo nas regiões de fronteira da Amazônia, e agora marcando presença também na área urbana de Manaus.  Que essas ações se propaguem aos municípios da Região Metropolitana e do Sul do Amazonas, onde se concentram os maiores focos de incêndios decorrentes de desmatamentos, com a participação efetiva  dos órgãos de fiscalização e controle estaduais, a quem cabe a competência de atuar no interior.  

A Operação Verde Brasil 2, nessas atividades  presenciais, contribui sobremaneira para o êxito da estratégia de combate e prevenção às queimadas na Amazônia Brasileira. Que venham novas ações e que a população de Manaus receba com atenção e respeito os agentes públicos durante as operações. 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email