11 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

União Europeia apoia medidas da Grécia, mas deixa pacote pronto

Os ministros das Finanças da União Europeia apoiaram os planos de auxílio financeiro dos países da zona do euro para Grécia, se o país se tornar o primeiro em onze anos de união monetária a pedir uma ajuda como essa

Os ministros das Finanças da União Europeia apoiaram os planos de auxílio financeiro dos países da zona do euro para Grécia, se o país se tornar o primeiro em onze anos de união monetária a pedir uma ajuda como essa.
“Será decidido pelo Conselho Europeu (de líderes da UE) quando for o momento, se e quando a Grécia pedir”, disse a ministra da Economia da Espanha, Elena Salgado, a jornalistas no final de dois dias de negociações em Bruxelas.
Ministros dos 16 países da zona do euro disseram no final da segunda-feira que concordaram as ‘modalidades técnicas’ que permitirão que o auxílio à Grécia seja rapidamente implementado, mas não deram números e muito menos detalhes sobre um plano que deve envolver empréstimos bilaterais.
Eles se reuniram novamente na terça-feira com outros ministros das Finanças da União Europeia, em que Alemanha, Espanha e outros reiteraram que a Grécia não precisa de ajuda no momento.
O comissário europeu Olli Rehn disse que os planos do governo grego para redução do deficit público em um terço neste ano são ‘realistas’, levando em conta as previsões recentemente revisadas para baixo de contração econômica de 2% neste ano.
Os ministros não disseram quando uma medida final de resgate à Grécia aconteceria. Um porta-voz do governo alemão disse que Berlim não espera uma decisão na cúpula da UE na semana que vem.

Ajuda bilateral

O auxílio para a Grécia poderia ser bilateral, mas os ministros não deram garantias de empréstimos, disse Jean-Claude Juncker, primeiro-ministro de Luxemburgo que presidiu as conversas sobre os planos reservas.
Um comunicado publicado pelos ministros da zona do euro não forneceu números. O documento recomendou que a Grécia redobre os esforços para pôr suas finanças públicas em ordem, e disse que o resto do Eurogroup está pronto para ajudar.
Em visita à Hungria, o primeiro-ministro grego George Papandreou disse que o anúncio de ajuda reserva feito pelos ministros das Finanças no final da segunda-feira é um “passo muito importante”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email