União entre Solar e Grupo Simões fortalece o setor de bebidas na Região Norte

O segundo semestre de 2021 traz novidades para o segmento de bebidas no Amazonas com o  anúncio de um acordo de integração da engarrafadora e fabricante Solar Bebidas,  segunda maior engarrafadora da Coca-Cola no Brasil e do Grupo Simões, fabricante e engarrafador do Sistema na Região Norte. A união entre as distribuidoras desponta como um processo muito importante para o mercado e prevê ampliar a distribuição dos produtos, com atendimento a 70% do território nacional.

Cerca de 75 milhões de habitantes nas regiões Norte, Nordeste e parte do Centro Oeste, serão beneficiados com a incorporação, as regiões são tidas como forte potencial de crescimento do Brasil para o setor de bebidas. Serão 12 fábricas e 42 centros de distribuição que atenderão a mais de 370 mil pontos de venda. O quadro de funcionários aumentará de 12 mil para 15 mil.

De acordo com a Solar Bebidas, esse é um acordo estratégico para a continuidade da trajetória de crescimento e expansão da Solar, que passará a cobrir, a partir da combinação com o conhecimento e a experiência da atuação do Grupo Simões na região Norte, cerca de 70% do território brasileiro.  

A  Solar informou que as operações a partir das instalações anteriormente administradas pelo Grupo Simões acontecerão assim que os procedimentos de aprovações legais e regulatórias sejam concluídos. “A operação será efetivada após serem atendidas uma série de condições precedentes usuais neste tipo de acordo, bem como as devidas aprovações legais e regulatórias”. O valor do acordo não foi revelado. 

Questionada sobre a pretensão de expandir nas vendas virtuais, ou atendimento à domicílio, a Solar Bebidas garante que está constante análise sobre todas as opções que possam gerar valor para o negócio.

Esse status de consolidação entre as empresas, terá uma receita líquida combinada de cerca de R$ 6,5 bilhões e Ebitda de mais de R$ 1 bilhão, antes de sinergias, com base nos números em 2020.

A Transação é estratégica pois combina territórios de grande potencial de crescimento e o conhecimento e a experiência da atuação do Grupo Simões na região Norte do Brasil.

O presidente do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), Wilson Périco, destaca que a decisão de unir as duas distribuidoras é uma medida que vai fortalecer a atividade na região, em especial no Amazonas. “O Grupo Simões é tradicional, forte e dirigido por pessoas extremamente  competentes. Certamente se essa foi a decisão de se unir formando uma das 20 maiores empresas engarrafadoras do mundo é uma oportunidade de crescimento. Todo o sucesso para essa nova empreitada do grupo Simões”, disse. 

Como está em andamento o processo de conclusão da transação, outros representantes da indústria preferiram não comentar. O comunicado da Solar informa que o controle da empresa será compartilhado entre as famílias controladoras de Solar e do Grupo Simões e a Coca-Cola seguirá tendo participação relevante no negócio.

O resultado do processo está sujeita a certas condições precedentes usuais neste tipo de acordo, bem como às devidas aprovações legais e regulatórias.

A Solar conta com assessoria financeira da Sinchro Partners e jurídica do Ulhôa Canto Advogados. O Grupo Simões conta com assessoria financeira da Inspire Capital Partners e jurídica do Pinheiro Neto Advogados.

Por dentro

A Solar é a segunda maior fabricante da Coca-Cola no Brasil, com 9 fábricas e 34 centros de distribuição. O grupo Simões, que tem 17 empresas de bebidas, gases e veículos, fabrica e distribui para a Coca-Cola no Norte do país desde 1970.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email