2 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Mãe quero te contar um segredo. Sou grato ao Senhor por me dar o privilégio de ser gerado no ventre de uma mulher incansável, trabalhadora, persistente, que nunca se deixou abater pelos inúmeros problemas, que não abandonou suas convicções cristãs e que envolvia todos os filhos na prática do cristianismo. Colocou as filhas para estudar nos colégios salesianos, envolveu seus filhos no catecismo para a primeira comunhão e durante todas as faixas etárias, tivemos o seu testemunho de ir para a igreja, das novenas que foram muitas em nossa casa, da sua participação no grupo Sagrado Coração de Jesus. Deus ainda me deu mais; tenho dons que tu tens, pintar, escrever, uma mente criativa, o teu gênio explosivo, a tua forma carinhosa de lidar com os filhos, a tua impulsividade no falar, a brandura das tuas canções que ficaram gravadas dentro do meu ser, de saber quem canta seus males espantam, e sempre nos dizia, do respeito pelos os mais velhos, do respeito pelas filhas dos outros, da honestidade mesmo quando houvesse perda. 

Eu poderia escrever muitas folhas para te dizer que te amo, mas prefiro dizer que sou grato a Deus por ser teu filho. 

As decisões que tomei durante a minha vida nunca ofuscou o meu amor por ti, à distância também não, por ser cristão reformado também não. Eu continuo teu filho com muita honra.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email