O bebê nasceu e a família fica na expectativa para comemorar o primeiro ano de vida do pequeno. Mas… Porque mesmo esperar 365 dias para festejar? Diferente dos aniversários – que são contados por ano –e dos desaniversários (quem assistiu Alice no País das Maravilhas vai entender!), o mêsversário é comemorado mês a mês sempre no mesmo dia do nascimento da criança.
O pai Victor Nascimento só passou a entender o valor do mêsversário depois que seu primeiro filho nasceu. “Comecei a acompanhar seu desenvolvimento e assim descobri que cada mês é mesmo único e deve ser comemorado”, comenta sobre o primogênito Antonio Nascimento –que acabara de completar nove meses e ensaia os primeiros passos.
Para a mamãe de primeira viagem, Natália Sanches, a inspiração para comemorar o mês a mês da pequena Isabela Sanches está mais relacionado a uma ‘desculpa’ para reunir a família e os amigos mais próximos e registrar o encontro por meio de fotografias. “Vi na internet uma mãe que bordava no macacão do filho o número de cada mês e, ao fim, eram doze fotos que mostravam como a criança se desenvolveu naquele espaço de tempo”, explica.
Natália já tem quatro encontros realizados e muitas fotos para mostrar para Isabela quando crescer. “Na verdade, minha preocupação não é pela festa, mas como um motivo para visitarem a minha filha”, conta.
Usando o mesmo pacote de balões comprados quando a neném tinha acabado de nascer, a mãe coruja orgulha-se ao dizer que ela mesma borda os números no body que a filha veste mensalmente. “Não me preocupo com decoração nem em realizar um grande evento. Acho que tem mais a ver com guardar este momento na memória e as recordações que são eternizadas, para mais tarde a Isabela poder acompanhar sua história”, afirma. Sobre a festa de um aninho, ela ri e diz que ainda não está pensando nisso.

Festinha x Festão

Ao contrário de Natália, a empresária Janille Ribeiro aposta em uma produção um pouco maior para os mesversários de sua filha, Maria Valentina. Com três meses, Tina já tem bolo especial personalizado, mesa de doces e lembranças para os convidados. “Eu dispenso o convite, mas do resto, não abro mão!”, comenta.
Por mês, ela confidencia que gasta entre R$ 3 e 5 mil, dependendo de quem confirma presença na reunião. “Para o quinto mesversário (que só será comemorado em outubro, perto do dia das bruxas, 31), estou programando uma festa à fantasia”, adianta.
Seguindo a tradição chinesa, o papai Marco Antonio Garcia conseguiu convencer a esposa, Mariana Garcia, a comemorar apenas os seis meses de Rafaela. De acordo com o pai, a ideia foi se programar para uma festa onde pudesse receber os amigos e familiares presentes no Chá de Bebê e batizado da sua mini-rainha (como chama Rafaela).
De acordo com Janille, essas recordações não marcam apenas a mudança de sua filha, mas também a evolução e amadurecimento enquanto mãe. Que tal se render à novidade e comemorar mais um mês de vitórias e descobertas em setembro? O mês acabou de bater à porta!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email