Uma decepção ou injustiça?

Um dos maiores beneficiados da onda de mudanças ocorrida durante a eleição de 2018 no Amazonas foi o delegado federal Pablo Oliva, que elegeu-se deputado federal com uma estupenda votação, a segunda maior entre os candidatos ao posto naquele pleito. Por isso mesmo caiu como uma bomba no meio político local e no eleitorado a Operação Seronato, deflagrada pela Polícia Federal na sexta-feira (15). Os alvos eram ele próprio, a mãe, um irmão e dois empresários, que estariam envolvidos em um esquema de corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, a partir de informações privilegiadas. Segundo a corporação, o parlamentar fez mau uso das informações obtidas durante a investigação que culminou com a Operação Udyat, deflagrada no ano de 2012, para obter benefícios pecuniários. Ele reagiu em vídeo divulgado nas redes sociais, onde questionou uma “apuração apressada sobre fatos relativos a oito anos atrás, quando há tanto para se investigar agora sobre os desvios ocorridos em época de pandemia”. E prometeu ir à Justiça contra colegas de carreira que, segundo ele, “querem impedir que o delegado sério tenha sucesso na carreira política”.

O primeiro

O Prefeito de Coari, Adail Filho (Progressistas), anunciou a realização de testagem em massa para Covid-19 voltada especialmente aos idosos e pacientes portadores de comorbidades, que estão classificados como risco elevado para complicações decorrentes da infecção pelo novo coronavírus. Será o primeiro município a tomar essa medida no Amazonas.

Canoeiros

O deputado Adjuto Afonso (PDT) externou a preocupação dos associados da Cooperativa dos Profissionais de Transporte Fluvial da Marina do David, por conta de uma determinação do Executivo, que autoriza o transporte apenas de 40% de passageiros, o que torna inviável a atividade para os canoeiros. Ele quer que esse percentual suba para pelo menos 80%, o que seria praticamente liberar o transporte fluvial.

Prorrogação

Com a crise na saúde pública no Estado, em decorrência da pandemia provocada pelo novo coronavírus, o presidente do Tribunal de Contas do Amazonas, conselheiro Mario de Mello, prorrogou a suspensão das atividades presenciais na Corte de Contas por mais 15 dias. O Tribunal de Justiça do Estado também prorrogou indefinidamente o teletrabalho.

Interior

A ampliação da rede de diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19) no interior do Amazonas tem refletido no aumento do registro de casos confirmados nos boletins epidemiológicos, da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas. Até esta semana, 58 municípios do interior enfrentam a doença, com quase a mesma quantidade de casos que a capital.

Turismo

Dez operadores de turismo do mercado mexicano foram capacitados, pela primeira vez pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas, sobre as potencialidades turísticas do estado mais preservado do Brasil. O roteiro envolvendo os hotéis de selva amazonenses é uma das saídas apontadas pelos agentes no período pós-pandemia da Covid-19.

Sesquicentenário

Cerca de 250 mil obras compõem o acervo da Biblioteca Pública do Amazonas. São livros, jornais antigos, revistas em quadrinhos, mapas, plantas de prédios históricos, CDs e DVDs que ajudaram diferentes gerações em pesquisas, estudos e na produção intelectual do estado. Neste domingo (17), o patrimônio completa 150 anos desde a lei de criação, em 17 de maio 1870, até o início dos trabalhos no edifício-sede, situado na rua Barroso, no Centro, em 1910, onde permanece atualmente.

On line

Mais de 9,3 mil licenciamentos eletrônicos foram feitos pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas no mês de abril. Este é um dos serviços do órgão 100% on-line. Só nos últimos dois meses de atendimento presencial suspenso por causa da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, foram emitidos quase 20 mil Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo eletrônico.

Extração

Em cumprimento ao calendário florestal no estado do Amazonas, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas encerrou o período de restrições de atividades de exploração florestal licenciadas pelo órgão. O calendário é uma forma eficiente de evitar impactos ao meio ambiente. A legislação prevê que, durante um tempo, o detentor que possui a licença não pode explorar para não danificar a floresta. Quando termina este período de restrição, eles podem fazer a extração de madeira de forma sustentável, o que minimiza os impactos na hora da extração.

Frases

“Eu jamais ofenderia o pai do presidente Jair Bolsonaro.” Arthur Virgílio Neto (PSDB), prefeito de Manaus

“Vou à Justiça contra os que querem me prejudicar.” Delegado Pablo Oliva (PSL), deputado federal, reagindo a operação da Polícia Federal da qual foi alvo

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email