A não ser por um ou outro deputado, que se manifestou ontem pontualmente, o meio político está “mergulhado”, como se diz no jargão dos bastidores quando alguém some da mídia. Desde o Natal até pelo menos meados de janeiro haverá tempo de sobra para que todos renovem as energias, relaxem e reflitam bastante, a fim de se preparar para a batalha que começa junto com 2014: a eleição geral. Especialmente para o governador Omar Aziz (PSD), os três primeiros meses do ano serão de muita importância. Afinal, ele vai ter que decidir se fica até o final do mandato ou se sai para ser candidato a senador. Até aqui, ele fez tudo certinho. Impôs seu estilo de governar, evitou confrontos, passou longe de escândalos. Por isso, fui muito bem avaliado em pesquisa nacional. A questão é que seu vice, José Melo (PROS), a quem ele atribui “metade de todos os méritos do governo”, ainda não aparece como preferência do eleitorado. Mas nada que não possa mudar na virada do ano eleitoral.

DE CAMAROTE

Já o prefeito Arthur Neto (PSDB) não tem o problema eleitoral nas mãos. Descartou totalmente a possibilidade de deixar a prefeitura para tentar o governo e vai assistir todas as articulações de camarote, esperando até a última hora para anunciar sua preferência. Enquanto isso, conversa com todo mundo. Há duas semanas passou nada menos que oito horas trocando idéias com o senador Eduardo Braga (PMDB).

POSE

Melo anda fazendo a sua parte. Na quarta (25), foi a estrela do camarote das autoridades durante o espetáculo “Glorioso”, apresentado por artistas locais no Teatro Amazonas. Distribuiu sorrisos ao lado da esposa, posou para fotos com populares e teve seu nome citado pelos locutores.

CERVEJA, NÃO

O Detran-AM está espalhando em locais estratégicos carros envolvidos em acidentes graves ao lado de um copo de cerveja, deixando bem claro que bebida e direção não combinam. É apenas o primeiro passo da nova gestão, que promete uma grande modernização no órgão, incluindo a abertura de um novo parque de treinamento para condutores.

MAIS GRANA

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional poderá ser alterada para dar aos professores das instituições federais de ensino incentivos pecuniários que os compensem por atuar em áreas de difícil acesso. O projeto apresentado pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) está pronto para ser votado na Comissão de Assuntos Econômicos, com relatório favorável de Benedito de Lira (PP-AL).

CONFUSÃO

O município de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus) viveu um dia de Natal atípico, com muito conflito, prédios incendiados e protestos. Tudo depois do desaparecimento do representante comercial Luciano Ferreira Freire, do professor Stef Pinheiro e do funcionário da Eletrobrás Amazonas Energia, Aldeney Ribeiro Salvador, que teriam sido raptados por índios depois da morte do cacique da Aldeia Kampinhu’hu Ivan Tenharim.

PROVIDÊNCIAS

A Fundação Nacional do Índio, principal alvo dos manifestantes, pediu apoio da Polícia Federal e das Forças Armadas para tentar conter a situação. A região é de forte conflito, por causa da presença de pecuaristas e agricultores vindos do sul, que disputam espaço com os indígenas. Os quatro foram vistos pela última vez no último dia 16, em um veículo de cor preta, de placas ainda não identificadas, que adentrou à reserva indígena da tribo Tenharim, na BR-230, no quilômetro 85.

CONCURSO

A Superintendência da Zona Franca de Manaus abriu ontem as inscrições para seu concurso público, com 241 vagas distribuídas em cargos de nível intermediário (37) e superior (204). Os aprovados serão convocados ainda no primeiro semestre de 2014. “De preferência a partir de maio”, disse o superintendente Thomaz Nogueira. As inscrições, que vão até 14 de janeiro, podem ser feitas no site do Cespe (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos), órgão da Fundação Universidade de Brasília que foi o escolhido para conduzir o certame.

REAÇÃO

O presidente da Câmara Municipal de Manaus tentava ontem acalmar os ânimos dos servidores efetivos, que passaram o Natal reclamando de terem sido esquecidos nas festas de final de ano. Mandou assessores lembrar que está implantando vários benefícios para eles e citou o restaurante da Casa e a revitalização de setores. O problema é que eles queriam algo para o bolso, como sempre tiveram.

CARNAVAL

Agora o novo boato entre os servidores é que Bosco organiza uma grande comitiva para conferir os desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro. Já teria inclusive reservado um camarote para acomodar os convidados na Marquês de Sapucaí. Se for verdade, vai dar panos para a manga.

PLANTÃO

Depois de passar o ano todo convivendo com denúncias, o deputado Ricardo Nicolau (PSD) parece querer recuperar o tempo perdido a qualquer custo. Ele anunciou ontem que a Ouvidoria da Assembleia Legislativa, sob seu comando, vai continuar funcionando sem interrupção nestes dias em que a Casa costuma ficar vazia. O próprio decidiu ficar em Manaus ao invés de se ausentar para as festas fora da cidade.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email