10 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Um novo tipo de concreto direto do laboratório

Melhor aproveitamento da iluminação natural, embelezamento arquitetônico, leveza e praticidade no manuseio. Estas são as principais características do protótipo de concreto celular translúcido desenvolvido na EST/UEA (Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas). O projeto consiste na confecção de blocos de concretos especiais atravessados por fios de fibra óptica, que canalizam a luz de uma extremidade para a outra e proporcionam translucidez ao material. O objetivo do projeto é produzir um material que poderá ser aplicado em obras e artefatos arquitetônicos com foco em elementos estéticos, como paredes decorativas, mobiliário urbano e monumentos. Iniciado em 2021, o estudo é resultado de um trabalho executado pelo discente do 10º período do curso de Engenharia Civil, Gustavo de Albuquerque Soares, sob orientação do prof. dr. Otávio Augusto Paiva, da UEA. Na entrevista a seguir, Gustavo explicou, com detalhes, como está se desenrolando esse trabalho.

Jornal do Commercio: O que é o concreto celular translúcido?

Gustavo Soares: Os concretos celulares são um tipo de concreto leve e são definidos como argamassas com bolhas de ar incorporadas através de produtos químicos ou agentes espumígenos. As principais vantagens do concreto celular são baixo peso e eficiência termoacústica. Já o concreto translúcido é resultado da busca pelo melhor aproveitamento de iluminação e embelezamento arquitetônico. Se trata da ideia de utilizar fibras ópticas no concreto, pois a canalização da luz através das fibras ópticas funciona como caminho para que a luz percorra o concreto de uma face a outra.

Gustavo e Otávio na busca de um novo tipo de concreto

Dessa forma, o concreto celular translúcido é a junção desses dois tipos de concretos especiais.

JC: Onde esse material poderá ser usado?

GS: O concreto translúcido possui diversas aplicações, como em paredes decorativas, bancos públicos, monumentos, dentre outros. Dessa forma, qualquer aplicação já existente para o concreto translúcido poderia ser possível para o concreto celular translúcido. Entretanto, nesta pesquisa objetiva-se que os blocos possam ser utilizados em paredes de vedação.

JC: Explique de que ele é feito, como é o processo de produção e em qual formato é apresentado?

GS: Tanto o concreto celular quanto o concreto translúcido são argamassas (cimento + areia + água) e recebem bolhas de ar e fibras ópticas, respectivamente. Dessa forma faz-se primeiramente o concreto celular e, então, preenche-se moldes prismáticos de acrílicos com fibras óticas transpassadas transversalmente (face a face do molde), resultando em blocos feitos com concreto celular com diversos fios de fibra ótica passando de face a face, permitindo a passagem da luz, que são os blocos de concreto celular translúcidos.

JC: Como e onde estão sendo feitos os testes com o protótipo?

GS: Os blocos de concreto celular translúcidos estão tendo as suas propriedades físicas e mecânicas testadas por meio de ensaios laboratoriais normatizados, bem como a avaliação da transmitância de luz (fração da energia luminosa que consegue atravessar uma determinada espessura de um material, sem ser absorvida) destes blocos. O protótipo já foi desenvolvido na Escola Superior de Tecnologia da UEA.

JC: A ideia desse concreto surgiu de onde, de outro produto já existente, ou é inédito?

GS: Surgiu do interesse do prof. dr. Otávio Augusto Paiva em aproveitar as principais características dos dois concretos especiais, celular e translúcido, associando a leveza à translucidez. Buscou-se por referências nacionais e internacionais no meio científico, mas não foi possível identificar outras pesquisas que tivessem feito a união do concreto celular com o translúcido.

JC: A principal qualidade do concreto seria tornar os ambientes mais iluminados?

GS: Com o concreto translúcido tem-se a possibilidade de associar a engenharia à arquitetura e à inovação tecno-científica, através da construção que permita conforto luminotécnico e boa estética, além de possibilitar a economia energética e sustentabilidade. Já o concreto celular tem como principal característica o baixo peso próprio, baixa condutividade térmica e facilidade de transporte e manuseio e eficiência termoacústica. Sendo assim, todas as características supracitadas são buscadas nos blocos de concreto celular translúcidos.

JC: O concreto celular translúcido já está no ponto para ser industrializado e comercializado?

GS: Ainda não. Estamos num processo de produção muito embrionário e artesanal (as fibras são dispostas manualmente), o que encarece o produto final, necessitando de mais estudos e de melhoria do processo de produção.

***

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email