Turismo: Uma alternativa para o desenvolvimento do estado do Amazonas

JOSÉ FERNANDO PEREIRA DA SILVA
Assessor Econômico
[email protected]

O Terceiro Setor, neste primeiro trimestre, apresenta sinais alentadores de recuperação mormente no segmento de serviços notadamente na hotelaria. 

Segundo informações da EMBRATUR, neste ano de 2021, com a estabilização desta pandemia, o País já recuperou cerca de 88% do Turismo Interno e no segundo semestre há uma expectativa favorável para reabilitação do Turismo Internacional. Outro acontecimento sobremodo relevante foi em recente declaração da Organização Mundial do Turismo é a abertura de Escritório da referida Organização no Brasil. Assim, nós seremos o quarto país do mundo contemplado com um escritório dessa importantíssima Organização.

Com efeito, os resultados dessa medida, no curto e médio prazos, dará um grande impulso nos segmentos de nosso Turismo e Hotelaria.

Segundo o ministro do Turismo, Sr. Gilson Machado Neto, em recente pronunciamento, nos informou que recebeu várias consultas de operadoras internacionais de turismo manifestando o interesse de se instalarem no País, muito em breve, onde destacamos a decisão da Royal Caribbean nesse sentido, restabelecendo seus cruzeiros marítimos.

Pela sua relevância, o Turismo em nosso País, ainda carece de um amplo programa de desenvolvimento contemplando todas as cinco regiões de forma integrada com todas as suas especificidades. Neste contexto, a Amazônia e em particular o Estado do Amazonas, em seus múltiplos aspectos, distingue-se notoriamente face a um reconhecimento nacional e internacional quanto à importância na Região e para o planeta Terra. 

Por outro lado, existem pressões para apropriação de seus recursos naturais e a ocupação de seu território de forma intensa e descontrolada, ameaça constante à soberania deste espaço brasileiro.

O turismo pelas suas características intrínsecas assume importância vital e de relevo na forma de ocupar espaços vocacionados ao setor, contribuindo de forma substantiva para o desenvolvimento sustentado da Região.

O nosso Estado do Amazonas, pelas suas riquezas naturais, oferece aos nossos visitantes uma variedade de opções turísticas tais como: turismo religioso, turismo fotográfico, turismo de pesca esportiva, folclore turismo cultural, além dos atrativos da flora e fauna de uma exuberância sem igual.

No período da pré-pandemia, segundo pesquisas do nosso Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Amazonas, além da hospitalidade do povo amazonense, a nossa arquitetura europeia do início do século passado representada em destaque ao nosso Teatro Amazonas, nosso folclore e nossa gastronomia, são também itens muito apreciados pelos nossos visitantes.

Ademais, nos referidos levantamentos realizados, foi apresentado um número crescente de turistas estrangeiros que visitaram Manaus, ademais em sua expressiva maioria os turistas entrevistados afirmaram o desejo de retornarem à nossa Capital, revelando elevado índice de fidelização. 

Hodiernamente, a grande preocupação da humanidade é com o aquecimento global e suas dramáticas consequências para o meio ambiente, já o segmento do turismo, além de seus visíveis efeitos econômicos é um verdadeiro estandarte na preservação ambiental e do nosso patrimônio natural, alertando o nosso País para implementar o turismo nacional como a principal alternativa. O potencial turístico de nosso Estado pode ser amplamente mensurado pelos atrativos turísticos, além da formação de capital local, com investimentos maciços na infraestrutura de equipamentos urbanos, portos, aeroportos, estradas, ferrovias, melhoramentos de nossas hidrovias, entre outros.

Portanto, torna-se imperativo que a “indústria do turismo” alicerçada em bases científicas, esteja preparada para as novas mudanças, que advirão no terceiro milênio, onde os recursos mais valorizados serão por excelência os recursos naturais, a água abundante e as proteínas, onde todos esses recursos estão fartamente distribuídos espacialmente em território Amazônico.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email