18 de maio de 2021

Turismo recebe 8 bi para promover destinos brasileiros

Inédito em sua história, o Ministério do Turismo (MTur) está apoiando financeiramente, todas as unidades da federação, para a realização de ações de promoção de destinos turísticos brasileiros, de uma só vez. O resultado foi a assinatura de convênio com 16 estados e o Distrito Federal, totalizando um investimento de R$ 8,3 milhões.

Os recursos apoiarão as Secretarias Estaduais de Turismo na construção de campanhas promocionais tanto de rotas turísticas quanto de produtos regionais, com foco no turismo interno e de proximidade (curta distância) que, seguindo tendências mundiais, será um dos principais impulsionadores da retomada do turismo no país. O governo do Amazonas recebeu R$500 mil reais para a campanha.

VACINA IMPULSIONA O TURISMO

Com o início da vacinação vislumbra-se a retomada da economia, das viagens, do Turismo e de vários setores paralisados por conta da pandemia, como o entretenimento, os eventos, a alimentação fora do lar, etc. Os dois milhões de doses da vacina da Oxford/Astra Zeneca, que estão sendo transportadas com apoio das aéreas nacionais trazem esse alento ao mercado consumidor.

Ainda será indispensável o uso de máscaras, manter o isolamento social e o distanciamento. Mas a boa notícia, após 11 meses depois do início da pandemia. As vacinas trazem mais segurança, para o retorno das atividades de viagens e Turismo, tão penalizadas pela covid-19.

Um alerta positivo nesta alta temporada que começou em dezembro de 2020 e se estenderá até fevereiro de 2021, mostra um mercado aquecido para a volta aos patamares pré-pandemia.

O Banco Santander através de pesquisa em parceira com as 20 maiores companhias de viagem do País, afirma que o doméstico deve ter forte retomada em 2021 conforme a perspectiva real da vacina contra a covid-19.

Segundo a financeira do Santander Brasil registrou, em um único mês, um aumento de 310% da quantidade de pacotes contratados por meio de financiamento bancário na comparação com todo o período de maio a agosto de 2020. Ou seja, o resultado de novembro supera sozinho o de todo o período crítico da pandemia.

Empresas aéreas unidas na distribuição das vacinas

A Latam começou a realizar o transporte doméstico gratuito de 513 caixas, que equivalem a 15 toneladas de vacinas contra a covid-19. A operação foi feita por meio da VTCLOG e com o apoio a Associação Brasileira das Empresas Aéreas. A companhia tem, por meio de suas aeronaves da família Airbus A320, a capacidade de levar até 800 mil doses da vacina, considerando que este número pode variar de acordo com cada tipo de vacina a ser transportada.

Azul Linhas Aéreas também disponibilizou aeronave cargueiro Boeing 737 para trazer a Manaus, uma carga composta de sete usinas de produção de oxigênio, capaz de produzir 33 metros cúbicos de oxigênio por hora, e outra capaz de produzir 17 metros cúbicos de oxigênio por hora, e as demais com capacidade de produção de 13 metros cúbicos por hora. Esse serviço emergencial foi realizado antes do começo da entrega das vacinas.

“A Azul tem servido ao Brasil nos últimos 12 anos, trazendo serviços aéreos essenciais para mais de 100 cidades. Estamos muito animados em poder ajudar e apoiar o Governo Federal, em parceria com a VTCLOG, nessa crítica missão de distribuir vacinas em todo o território nacional. Junto com nossa empresa de logística, a Azul Cargo Express, temos a capacidade única de transportar vacinas com segurança e eficiência para cidades e comunidades em todo o país”, afirmou o presidente da Azul, John Rodgerson.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email