Tucanos torcem por Omar com Arthur

Com a proximidade do período de campanha eleitoral e das prévias partidárias, o cenário político começa a se definir. Nomes e partidos que até então se mantinham discretos parecem se animar com os rumos inesperados do processo eleitoral.
Um exemplo deste movimento é o PSDB. O partido, que ainda não se posicionou com clareza em relação à postura que irá adotar no pleito municipal, vem sendo apontado como uma das peças mais decisivas deste quebra-cabeça.
A primeira opção da legenda seria formar aliança com o PPS do vereador e candidato declarado à prefeitura Hissa Abrahão. De acordo com o parlamentar, caso o partido tucano não lance candidato nas próximas eleições, a ideia é lançar uma chapa jovem, ao lado do deputado Artur Bisneto. Apesar de declarar que as conversas estão avançando, Hissa afirma que o seu partido não abre mão da candidatura majoritária na possível chapa: “Pela provável densidade eleitoral que nós temos, não há como o PPS hoje recuar de um projeto que iniciou em 2010. Portanto, o PPS, com todo o respeito às outras legendas, prefere manter a sua candidatura e querendo agregar apoio do PSDB. Se isso for possível ótimo; se não for possível paciência… eles lançaram seu candidato e quanto mais opções melhor”, afirmou o vereador.
Por outro lado, a aparente divergência entre o governador Omar Aziz (PSD) e o senador Eduardo Braga (PMDB) abre espaço para um novo personagem: o ex-senador Artur Virgílio Neto. O diplomata, que até então não demonstrava interesse em disputar a prefeitura, viu no racha a possibilidade de retornar com empolgação à capital amazonense e desenvolver conversas com Aziz. Vale lembrar que a aliança entre o PSD de Omar e PSDB de Artur forma a chapa favorita à Prefeitura de São Paulo.
O líder tucano na Câmara Municipal de Manaus, vereador Mário Frota, vê com bons olhos a aproximação entre Artur e Omar, e cita a visita do governador às vítimas da enchente na última sexta-feira como positiva, enquanto o prefeito Amazonino Mendes (PDT) estava fora do Estado e do país: “O que o governador fez foi extraordinário. Enquanto o prefeito fazia turismo ele desceu para as baixadas, os alagados e botou o pé na lama. Mas apesar dos elogios, Frota diz não saber como os projetos tucanos se encaixariam com o PSD ao mesmo tempo em que defende o nome de Artur como candidato majoritário. “Podemos até coligar com alguém, mas quem é o candidato? O meu candidato neste momento pelo PSDB se chama Artur Virgílio Neto. Acho que é o grande momento, é a hora dele”, disse Frota.
O vereador Leonel Feitoza, mesmo ocupando o cargo de líder do prefeito na Câmara, declarou ao Jornal do Commercio que caso o PSD opte por apoiar Artur Virgílio ele irá seguir as orientações do partido: “Eu sou do PSD e eu sigo as determinações do governador Omar Aziz. Se ele entender que a formação do grupo é boa para a cidade e para o Estado, nós iremos caminhar juntos sim”, garantiu Feitoza.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email