Transporte intermunicipal é tema de audiência na ALE

A audiência vai debater com entidades, empresas e órgãos de fiscalização sobre peculiaridades da Região Metropolitana de Manaus no que se refere ao transporte público de passageiros

As mudanças que irão ocorrer no transporte coletivo intermunicipal de passageiros na RMM (Região Metropolitana de Manaus) com a inauguração da ponte sobre o Rio Negro, prevista para ser concluída até julho deste ano, serão tema de audiência pública no dia 27 deste mês. A audiência foi requerida pelo presidente da Ctur (Comissão de Turismo e Empreendedorismo) da ALE (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), deputado Francisco Souza (PSC).
Segundo o deputado, as mudanças afetam, diretamente, pelo menos 300 mil passageiros que são transportados, anualmente, pelas empresas de transportes e táxis que fazem rota para os municípios de Iranduba, Rio Preto da Eva, Manacapuru, Novo Airão, Careiro da Várzea e Itacoatiara, de acordo com o último levantamento feito pela Arsam (Agência Reguladora de Serviços Públicos), em 2010. O órgão é responsável por fiscalizar a atividade das empresas e taxistas que fazem o transporte intermunicipal de passageiros. Francisco Souza ressalta que a audiência será para debater com entidades, empresas, órgãos de fiscalização, secretarias municipais e sindicatos sobre as peculiaridades da Região Metropolitana de Manaus no que se refere ao transporte público de passageiros.
Algumas das principais preocupações sobre o assunto que serão discutidas na audiência serão: a manutenção dos postos de trabalho gerados, atualmente, pelas pequenas empresas que operam no transporte público municipal dentro de Iranduba, a saúde financeira de tais empresas, que se não forem criados mecanismos de proteção elas serão ‘engolidas’ pelas grandes empresas e o ordenamento da atividade de táxi, para que os taxistas de Iranduba não sejam prejudicados com as mudanças. O preço das tarifas de ônibus e táxis também será discutido durante a audiência, que será realizada na Câmara Municipal de Iranduba, no dia 27 de maio deste ano. Serão convidados para a audiência a Secretaria de Estado da Região Metropolitana de Manaus, Arsam, Prefeitura Municipal de Iranduba, UGM (Unidade de Gestão Metropolitana de Manaus), vereadores da Câmara Municipal de Iranduba, empresários do setor de transporte público, associação de taxistas, associação de mototaxistas, associação dos operadores de lança que realizam a travessia e toda a população de Iranduba.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email