Transelevadores aumentam capacidade de armazenagem de mercadorias no aeroporto

A partir da aplicação de investimentos de R$ 21,8 milhões, a Infraero (Empresa de Infra-estrutura Aeroportuária) vai concluir neste mês o projeto de desenvolvimento do sistema tecnológico de transelevadores, que deve quadruplicar a atual capacidade do Teca (Terminal de Cargas) de armazenagem de mercadorias importadas do quantitativo de três mil toneladas para 12 mil toneladas ao mês.

Esse sistema é considerado um importante avanço em armazenagem de mercadorias, o que fará o Teca do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes ter uma posição de destaque entre os três terminais mais modernos do ponto de vista tecnológico do país.

Segundo o gerente de logística do Tecas, Aldecyr Oliveira de Lima, as empresas do PIM (Pólo Industrial de Manaus) serão as maiores beneficiadas com todo esse processo, devido à redução em cerca de cinco horas na liberação de cargas de importação às empresas. “Até hoje, quando a empresa vem solicitar a mercadoria em nosso serviço de atendimento, o prazo para liberação demanda um tempo de 9 horas; com os transelevadores esse intervalo irá cair para cinco horas”, informou.

De acordo com o gerente, o aparato tecnológico da Infraero, constituído de sete transelevadores, também denominados de robôs, são gerenciados por dois softwares que, pelo sistema de automação, irão acionar automaticamente a liberação da mercadoria importada logo após a empresa efetivar seu pedido de solicitação no atendimento da Infraero. “Não será mais necessário o trabalho de uma pessoa para ir até a carga e transportá-la à saída; todo esse serviço será realizado de forma automatizada, quando a empresa solicitar a mercadoria, automaticamente, ela irá sair do terminal”, explicou Lima.

O presidente do conselho superior da ACA (Associação Comercial do Amazonas) e diretor executivo do grupo Belmiros, Belmiros Vianez Filho, destacou que esse investimento da Infraero irá resultar num forte impacto positivo tanto para o setor comercial, quanto à indústria. “Teremos grande agilidade, o que resultará numa melhor produtividade, pois teremos uma significativa redução de tempo e tempo é dinheiro, pois até dois anos atrás já ficamos esperando cerca de quatro dias o processo de liberação de mercadorias e não podemos ficar todo esse tempo a espera de estoque”, frisou.

O empresário avaliou que o ganho com a rapidez no processo da Infraero também irá beneficiar o consumidor. “Com a redução de tempo, temos a oportunidade de oferecer produtos mais baratos e isso irá ser bom ao consumidor”, explicou Vianez.

O gerente destacou, ainda, a eficiência dos transelevadores como meio de garantir a segurança dos produtos armazenados. “Na armazenagem, as cargas terão 100% de segurança garantida, pois não haverá a intervenção humana nesse processo, tudo será feito de forma automatizada”, frisou Aldercy de Lima.

Segundo o gerente da Infraero, somente os aeroportos de Campinas e Guarulhos em São Paulo utilizam uma tecnologia similar à do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. “Também há protótipos desse modelo no Teca de Porto Alegre e do Rio de Janeiro, mas ainda são projetos pequenos; que nem o nosso somente no Aeroporto de Vila Campos, em Campinas e no de Guarulhos”, comparou o gerente do Teca de Manaus.

Os transelevadores terão capacidade para armazenar, de forma verticalizada, porta-palletes de 12 metros de altura, enquanto atualmente os porta-palletes têm uma média de tamanho entre 7 a 8 metros de altura.

O processo de modernização do Teca teve início em outubro do ano passado, quando a empresa scheffer, vitoriosa na licitação para implantação do sistema, começou os trabalhos de montagem das máquinas e implantação do software. Embora o projeto seja concluído neste mês, a Infraero ainda não tem uma data oficial para o início de funcionamento dos transelevadores. A empresa adiantou apenas que a inauguração oficial deverá ocorrer no primeiro semestre de 2008, após o processo de avaliação do sistema pela equipe técnica da Receita Federal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email