18 de abril de 2021

Tráfego aéreo de passageiros cai 9,6%

O tráfego aéreo global de passageiros caiu 9,6% em fevereiro, em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados na última quinta-feira, 16, pela Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo, na sigla em inglês)

O tráfego aéreo global de passageiros caiu 9,6% em fevereiro, em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados na última quinta-feira, 16, pela Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo, na sigla em inglês). Uma vez que 2008 foi um ano bissexto, a queda do número de passageiros após ajuste foi de 6% em fevereiro ante fevereiro de 2008.
A Iata informou também que o tráfego aéreo global premium (primeira classe e classe executiva) caiu pelo nono mês consecutivo ao registrar recuo de 21,1% em fevereiro em comparação com o mesmo mês do ano passado, à medida que os passageiros optam por assentos mais econômicos. O declínio no tráfego aéreo global premium se acelerou em fevereiro, já que a queda havia sido de 16,7% em janeiro deste ano e de 13,3% em dezembro do ano passado.
O declínio do tráfego aéreo premium é um golpe particular para as empresas aéreas que dependem da venda de passagens de primeira classe e classe executiva para gerar uma parte significativa de seus lucros. A Iata alertou que o desempenho financeiro das empresas aéreas pode ter sofrido forte pressão no primeiro trimestre deste ano por causa da redução da receita, exacerbada pelo corte das tarifas premium a um ritmo acelerado desde novembro de 2008. “Nós estimamos que as receitas premium tenham diminuído cerca de 30% em fevereiro”, disse a entidade.
O mesmo comportamento de queda foi apresentado pelo tráfego aéreo global na classe econômica, que teve redução de 8,3% em fevereiro ante fevereiro de 2008, depois de ter registrado queda de 4,7% em janeiro.
Porém, segundo a Iata, existe esperança de que o declínio possa se aproximar do seu nível mais baixo nos próximos meses, especialmente no segmento premium. “Um bom sinal de que o piso da queda do tráfego premium está se aproximando foi mostrado pelo pequeno declínio nos mercados do leste europeu”, onde houve redução de 19,6% em fevereiro, comparado com mais de 21% de queda em janeiro, afirmou a Iata.
O enfraquecimento do transporte de passageiros em rotas de longa distância, porém, significa que a distância média percorrida está diminuindo. O RPK –tráfego medido em receita por passageiro por quilômetro– caiu 10,1% em fevereiro.
As empresas aéreas dos Estados Unidos transportaram 11% menos passageiros em janeiro deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com dados do DOT (Departamento de Transportes norte-americano). Segundo o departamento, as companhias reduziram a capacidade nos últimos meses em resposta ao recorde registrado pelos preços do combustível no ano passado e em razão da recente queda da demanda.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email