Trabalho remoto já era tendência

Uma pesquisa realizada pelo Top Employers Institute mostrou que o trabalho remoto já era considerado uma tendência no início de 2020. O que mudou com a pandemia foi a intensidade e a velocidade com que as empresas precisaram fazer essa adaptação. Algumas delas, inclusive, já tinham uma estrutura que possibilitou se adaptarem ao trabalho à distância com mais agilidade do que outras. É o caso da AkzoNobel, Banco do Brasil e JTI, três empresas que receberam o selo Top Employers 2021.

Hoje, um ano após o início da pandemia no Brasil, muitas empresas apostam no modelo híbrido. “Várias delas estão se preparando para não voltar mais para o escritório como antes. Vemos uma grande tendência que é a preocupação de capacitar os líderes para que possam gerir sua equipe de maneira remota”, afirma Gustavo Tavares, Gerente Regional para as Américas do Top Employer Institute.

Essa foi uma das preocupações da Japan Tobacco International (JTI), que sempre apostou no processo formal de feedback para manter a qualidade do trabalho em equipe. Enquanto 27% das organizações suspenderam as avaliações formais durante a pandemia, segundo uma pesquisa do Grupo Talenses, a JTI quis manter a transparência e manteve o processo de maneira virtual. “Essa decisão parte do princípio de que não podemos abrir mão de sermos transparentes com os nossos colaboradores. Num período já repleto de incertezas, não poderíamos deixá-los sem saber se estavam ou não atingindo as expectativas e no que precisam se desenvolver”, explica Thiago Dotto, diretor de Pessoas & Cultura da JTI.

O Banco do Brasil também apostou no fortalecimento do time durante a pandemia com o Portal de Mentoria BB. Lançado em 2019, é um ambiente online que apoia os processos de orientação profissional, com o objetivo de compartilhar conhecimentos e experiências entre funcionários, buscando a gestão do conhecimento corporativo e o desenvolvimento de competências importantes para o crescimento profissional dos participantes. Em 2020, foram realizados 24 programas de mentoria, que contaram com a participação de 9.645 mentorados.

Segundo Gustavo, as empresas que receberam o selo estão cada vez mais preocupadas com o desenvolvimento das pessoas, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. “Elas enxergam o fator humano como um diferencial para o desempenho do seu negócio e para a competitividade no mercado. Por isso, estão obtendo melhores resultados, acumulando prêmios e gerando excelentes frutos, principalmente a médio e longo prazo”, analisa.

Programa de estágio online

Uma das ações da AkzoNobel em 2020 foi manter o investimento em novos talentos. Mesmo à distância, seguiram com o Programa de Estágio da companhia de maneira online, em formato home office, abrindo vagas e oferecendo a alunos de cursos técnicos e superiores a oportunidade de colocar conhecimentos teóricos na prática. Mais de 300 participantes já passaram pelo programa desde 2016. Em 2021, 57 já foram selecionados para ingressar na iniciativa. “Ao final do programa esperamos que nossos estagiários estejam aptos a preencher possíveis vagas na organização, garantindo seu crescimento pessoal e profissional, assim como o alcance das estratégias e metas do negócio”, afirma Francisco Farias, diretor regional de Recursos Humanos da AkzoNobel para América do Sul.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email