1 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Trabalhador usa FGTS para comprar comida, mas governo quer investimentos; entenda

Nesta sexta-feira (3), o governo federal liberou o uso do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para trabalhadores com carteira assinada usarem o recurso em ações da Eletrobras, recém-privatizada. Embora a gestão de Jair Bolsonaro (PL) esteja incentivando investimentos com fundo, os brasileiros estão mais preocupados em quitar dívidas e colocar comida na mesa. Especialista da Universidade Federal do Ceará falou ao Yahoo Finanças que o momento não é interessante para investir.

“Em períodos de queda da renda – estamos na menor renda média dos últimos dez anos – a aplicação na Bolsa é inviável. Os pequenos acionistas acabam tendendo a vender as ações em períodos de queda dos preços das ações, favorecendo os grandes aplicadores. Haverá perda por parte dos assalariados”, alertou Fábio Sobral, economista e professor da Universidade Federal do Ceará.

Uma pesquisa feita pela Opinion Box em parceria com a Serasa mostrou que 26% dos questionados projetam usar o saque para pagar dívidas de cartão de crédito; 26% é o índice de entrevistados que pretendem usar o dinheiro para colocar em dia as contas básicas, como água, luz e gás. No mesmo levantamento, 13% das pessoas afirmaram que vão usar o FGTS para fazer compras em supermercados.

Para Sobral, o uso do recurso poderia ter outros caminhos além dos investimentos em ações. “Não creio que [investir em ações] seja vantajoso. O correto seria valorizar o FGTS com taxas de juros diferenciadas, o que permitiria alcançar mais rápido um montante para comprar a casa própria. Isso elevaria as vendas de imóveis e, consequentemente, o setor da construção e seus fornecedores cresceriam, gerando empregos e recuperando o PIB”, explica.

Nas últimas semanas, usuários do Twitter comentaram a respeito do uso do fundo. As postagens lembravam, com nostalgia, o tempo em que o brasileiro sacava o FGTS para financiar a casa própria. Hoje em dia, porém, a realidade é outra. “FGTS era usado como entrada pra casa própria. Hoje, usam pra comprar comida, pagar dívidas, boletos. Parabéns, Paulo Gu*des.”, escreveu uma usuária.

Governo já defendeu saque extraordinário para quitar dívidas

Instituído pela MP nº 1.105/2022, o Saque Extraordinário possibilita que os titulares de conta do FGTS saquem até o limite de R$ 1 mil do que têm depositado em contas do fundo.

De acordo com a nota informativa publicada no dia 6 de maio pelo governo federal, o objetivo para implantação da medida não parece estar tão distante dos relatos observados nas postagens. Nas palavras do governo de Bolsonaro, o Saque Extraordinário “Permitirá o acesso dos trabalhadores aos seus recursos, aliviando a situação financeira daqueles trabalhadores que estão com a renda comprometida com o pagamento de dívidas ou contas em atraso”.

“Acredito que seja um ato para justificar o processo de privatização da Eletrobras, além de justificar a dilapidação do FGTS”, finalizou Sobral.

Nas últimas semanas, o FGTS tem aparecido nas redes sociais como um dos assuntos mais comentados pelos internautas, ultrapassando 7.500 publicações só no Twitter. Parte disso deve-se à nova rodada do Saque Extraordinário, iniciada nesta quarta-feira (1), e à liberação dos valores, por parte do governo federal, para trabalhadores afetados pelas chuvas em Pernambuco.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email