Trabalhador da indústria sofre de hipertensão, aponta estudo

Cerca de 27% dos trabalhadores da indústria brasileira são hipertensos, sendo que 70% estão acima do peso corporal ideal, 15% não praticam nenhum tipo exercício físico e 9%sofrem com diabetes. Os índices estão em uma pesquisa encomendada pelo Sesi (Serviço Social da Indústria), divulgada no Congresso Brasileiro de Hipertensão, em Olinda.
O estudo traçou o perfil epidemiológico a partir de uma amostra de 5.000 servidores da indústria de todas as regiões do país. Foram aplicados questionários sobre peso, hábitos alimentares e pressão arterial. Os resultados apontaram índices de hipertensão e sobrepeso superiores média* nacional.
Na avaliação do cardiologista Hilton Chaves, os números são preocupantes tendo em vista que todos esses fatores de risco deixam os indivíduos vulneráveis a doenças do coração, insuficiência renal e derrame cerebral. Estamos propondo a incrementação de programas do Sesi já existentes, a exemplo do Cozinha Brasil, que oferece cardápios saudáveis com alimentos menos calóricos e lazer ativo, de incentivo as atividades físicas, inclusive nos ambientes de trabalho, disse Chaves.
O Congresso Brasileiro de Hipertensão reúne cerca de 2.000 cardiologistas e outros especialistas da área de saúde do Brasil Estados Unidos, Nova Zelândia, Canadá, Holanda e Suécia.
Nos próximos três dias, participantes e conferencistas vão avaliar nova técnicas e medicamentos para tratar a pressão alta, doença que devido falta de controle é responsável por mais de 1 milhão de internações nos hospitais da rede pública de saúde, a cada ano, segundo dados do Ministério da Saúde.
As internação representam custos de R$ 1,3 bilhão para os cofres da União.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email