1 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)
https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/1Sem/06Jun/26/Alfredo%20Andrade%20perfil%204.jpg
O lulopetismo deixara o País com 12 milhões de adultos analfabetos e 100 milhões de pobres sem saneamento

Todos sabemos que há um país do tamanho de um continente a ser administrado e que reconstruir uma Nação jogada no fundo do poço exigirá décadas e não apenas quatro anos. Ademais, devem os esquerdopatas relembrar o quanto foram omissos ao não revelarem ao povo o volume da corrupção, a destruição dos cofres públicos, o índice crescente de desemprego, etc. Exigir hoje, após um ano de governo, que haja  um combate único nas várias áreas da economia, educação, infra-estrutura, etc., é buscar sempre o negativismo que não constrói.

Os derrotados nas urnas continuam buscando “pêlo em ovo”. Porque não indagam do governador do Ceará sobre o não uso das ambulâncias que lhe foram doadas pelo governo federal ? Será crime estar a população morrendo por falta desse transporte? Construir exige plano, recursos etc., mas destruir é o que fizeram os socialistas no poder durante 16 anos e agora ainda fazem certos governadores do Nordeste; que continuam humilhando sua população. No primeiro ano Bolsonaro só não fizera milagre… o resto é “mimimi” dos derrotados nas urnas.

Tanto isto é verdade, que o índice de Confiança Empresarial da FGV demonstra que “a confiança dos empresários melhorara de 2019 para 2020, atingindo 97,1 pontos”. Ora, se essa confiança é essencial para a recuperação sustentável da economia, como “ocorrera com o comércio e a prestação de serviços”, é óbvio que segue o governo federal a reconstrução da Nação, dentro das possibilidades e do  tamanho de seu caixa, não se ouvindo falar em corrupção. Acrescente-se que o consumo continua sendo o ponto forte na aceleração da retomada na economia, o que elevara a estimativa do PIB para 2,4 %, conforme o Ministério da Economia.

Infelizmente, conforme já reconhecera o ex-Senador Cristovam Buarque, “o lulopetismo deixara o País com 12 milhões de adultos analfabetos e 100 milhões de pobres sem saneamento, além de o País ocupar as últimas posições no Pisa… economia em recessão e desemprego em níveis dramáticos…”. Pelo menos o ex- Ministro de Lula tivera vergonha e fizera sua confissão e, ainda, reconhecera:- “que no tempo da economia do conhecimento, o aumento da produtividade, inovação e competitividade dependem da educação de qualidade para todos e que deixar cada criança para trás e deixar o Brasil para trás”…

Assim, os comunistas foram longe demais: eliminaram a esperança dos jovens, tornando-os marginais sem opção de melhor escolha, além de cometerem o pior dos males: permitir a corrupção como meio de enriquecimento pessoal. Voltaire tinha razão: o pior ladrão não é o comum que lhe rouba seu dinheiro, seu relógio etc.; mas o político que lhe roubara seu futuro seu conhecimento sua saúde etc. 

O povo fizera a diferença em 2018, fará em 2020 e ratificará em 2022, enterrando de vez os poucos sobreviventes de uma “nau” que fizera parte do passado. BUDA já dizia: “O que você acredita, torna-se realidade”.

*José Alfredo Ferreira de Andrade é ex-Conselheiro Federal da OAB/AM nos Triênios 2001/2003 e 2007/2009 – OAB/AM A-29  

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email