‘The Roots VR’ apresenta instrumentos musicais amazônicos

Qual instrumento tipicamente amazônico você conhece? Nenhum? Pois saiba que o músico, produtor e arranjador, César Lima pesquisou e descobriu mais de cem deles, alguns genuinamente desenvolvidos por indígenas e caboclos, e está disponibilizando alguns através de um aplicativo, que poderá ser baixado pelo Android, a partir do dia 23, sexta-feira, como parte do projeto The Roots VR.

“The Roots significa ‘raízes’ e VR é virtual reality. Originalmente o projeto foi concebido para ter os óculos de realidade virtual como o objeto que daria aos usuários o acesso aos instrumentos, mas aí veio a pandemia, não conseguimos mais comprar os óculos, então tivemos que optar pelo plano B, que foi o app”, explicou César.

César Lima pesquisou e descobriu mais de cem instrumentos tipicamente amazônicos
Foto: Divulgação

Formado em música, César conhece bem as grades curriculares da Ufam e da UEA, e sabe que nenhuma delas oferece uma disciplina direcionada para os instrumentos musicais amazônicos. Há pouco mais de dois anos ele deu início à sua pesquisa e conseguiu listar 110 instrumentos, a maioria originados na Amazônia, outros, como o charango, incorporados à cultura regional, sem falar de Celdo Braga que, acredita César, tenha idealizado até agora mais de 60 instrumentos utilizando cuias, sementes, madeiras e outras matérias primas da floresta.

“O primeiro insight do The Roots veio em 2018 através de um convite para produzir uma pesquisa, num período intenso de seis meses, sobre instrumentos musicais amazônicos. Após a pesquisa, entendi a necessidade de trazer para mais próximo do público essas informações sobre nossos instrumentos pois, eu mesmo graduado em música, nunca tinha visto uma variedade de instrumentos tão importantes, ricos e relevantes em seus significados culturais”, falou.

Imersão nos sons amazônicos

César explicou que o The Roots pode ser considerado um gameplay, que funciona da seguinte maneira. Após acessar o aplicativo, o usuário é direcionado a escolher um cenário amazônico, com duas ambientações, uma diurna e outra noturna. Escolhida a ambientação, aparecerá a opção de dois kits, cada um com quatro instrumentos disponíveis: kit 1 (charango, gambá de Maués, nhambé-inajá e mawako fêmea); kit 2 (cuatro venezuelano, tambor de cuia, chuá-chuá e carriço). Depois é só interagir com os instrumentos na sala escolhida. O acesso é gratuito e conta com uma intérprete de libras e audiodescrição. O projeto do The Roots foi contemplado no edital Prêmio

Feliciano Lana, da Secretaria de Estado de Cultura, via Lei Aldir Blanc.

“Gostaria de ter disponibilizado mais instrumentos, mas o edital previa que entregássemos o projeto em três meses, então tivemos que correr para fechar em oito apenas, mas o objetivo é, se conseguirmos outros patrocínios, aumentar essa quantidade”, adiantou.

Além de César, participaram da criação do app, Raphael Moraes (modelador 3D), Mikael Quites (concept art), Ivo Stinghen (unity developer), Duda Castro (intérprete de Libras), Karlus Marcathu (web designer e gerenciador de mídias).

O The Roots, que César classifica como uma biblioteca de instrumentos amazônicos oriundos das festas e tradições típicas da Região Norte, é o start sobre novas possibilidades para músicos, pesquisadores e professores. Estará disponível no site: www.therootsvr.com.br e também em

lojas oficiais de apps Android a partir do dia 23, às 20h.

Os oito instrumentos

Gambá de Maués

Instrumento de percussão feito do tronco da árvore cupiúba, e pele de caça, tradicionalmente usado pelos ribeirinhos em festas dos santos, em Maués. 

Tambor de cuia

Instrumento de percussão feito de cuia e tampo de marupá. Esse instrumento faz parte  dos bio-instrumentos criados pelo poeta e artesão Celdo Braga.

Mawako fêmea

Instrumento melódico da etnia desana/tukano usado em festas e rituais ligados à  produtividade e farturas na comunidade.

Carriço

Instrumento melódico da etnia desana /tukano usado em festas e rituais ligados a boas  novas e festas da alegria.

Nhambé-inajá 

Instrumento percussivo usado como elemento complementar de textura e rítmica por músicos-percussionistas, ou como tornozeleira em rituais indígenas.

Chuá-chuá 

Instrumento de percussão feito com material reciclado e sementes nativas. Esse  instrumento reproduz os sons do oceano e faz parte dos bios-instrumentos criados pelo percussionista e artesão João Paulo.

Cuatro venezuelano 

Instrumento harmônico andino feito com tampo de marupá, fundo de cuia e cordas de nylon, com novas adaptações idealizadas pelo poeta e artesão Celdo Braga. 

Charango

Instrumento harmônico tradicionalmente feito com pinho, cedro, naranjillo e cordas duplas de aço. Encontrado com frequência na América Central e inserido nos bumbás de Parintins.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email