Terceirização pode ser saída para reduzir custos no setor de TI

Para o especialista em TI, Miguel Ruiz, o dado é a definitiva comprovação de que a atividade apresenta resultados para o gerenciamento estratégico. Ruiz alertou, porém, que a saída para área é o compartilhamento da mão-de-obra capacitada. “Essa movimentação do setor corresponde ao fato de que hoje a atividade está sendo consolidada como uma estratégia de gestão empresarial brasileira”.
O país detém 46% dos gastos em tecnologia da informação na América Latina, à frente do México com 23% e da Argentina com 6%, segundo dados do IDC -International Data Corporation.
Para Ruiz, presidente da MR Consultoria, empresa especializada em outsourcing de TI, o mercado brasileiro em tecnologia ao mesmo tempo em que se consolida, ainda é incipiente na capacitação. “Temos vagas acumuladas e uma escassez de profissionais qualificados para o ramo. A estratégia para suprir essa carência e trazer mais economia para as organizações é o compartilhamento de mão-de-obra”, disse o consultor que tem 26 anos de atuação na área. “Isto só é possível com a terceirização”, completou.
Para gerir uma área de TI, que atenda efetivamente às necessidades corporativas, a atividade requer uma multiplicidade de profissionais. Como TI é o seu nicho de atuação, a empresa terceirizada deve ter obrigatoriamente em seus quadros, profissionais preparados e qualificados, nas diversas ramificações que a atividade exige. “Isso desonera os custos para as contratantes”, explicou Ruiz.
Contratar um profissional completo é raro, além de custar muito caro, garante o consultor: “Desconheço algum profissional que seja dotado da capacidade de ser especialista em tudo: VoiP, plataformas, banco de dados, redes internas etc.”, avaliou.
Na opinião de Ruiz como é impossível para uma empresa de outro segmento reter todos esses especialistas, a saída é a terceirização. Miguel também ressaltou a questão dos investimentos em um único profissional. Na contratação direta os analistas em ERP (Enterprise Resourcing Planning) e DBA (Database Analyst) são profissionais bastante valorizados no mercado, o que onera significativamente a folha de pagamento. “A terceirização também é vantajosa neste aspecto”, reforçou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email