Telefônica faz oferta pública de R$ 6,5 bilhões por GVT

A Telesp, subsidiária do Grupo Telefônica no Brasil, fará oferta pública para comprar até 100% das ações da GVT, operadora que atende o mercado de telefonia fixa e banda larga nas regiões Sul, Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste do país.
A oferta é de R$ 48 por ação, totalizando R$ 6,5 bilhões, caso a transação seja realizada sobre 100% das ações. A operação, no entanto, está condicionada a, no mínimo, 51% das ações da GVT. A aprovação pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e dispensa da aplicação de alguns mecanismos impeditivos no estatuto da GVT também são condições para a concretização do negócio.
A intenção foi manifestada na última quarta-feira por meio de comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e à BM&F/Bovespa.
O objetivo da Telefônica com a operação é ampliar sua presença fora do Estado de São Paulo, permitindo aumento de sua base de usuários.
Em setembro, o grupo francês de telecomunicações Vivendi anunciou seu interesse em adquirir 100% da GVT pelo equivalente a R$ 5,4 bilhões – oferta quase 17% menor que a da Telefônica. Na ocasião, a GVT declarou que a oferta da Vivendi estaria condicionadas às seguintes condições, que deveriam ser completadas até 16 de outubro: diligência legal confirmatória e aprovação da oferta pelos conselhos da Vivendi. Além disso, o negócio dependeria da aprovação da diretoria e dos acionistas da GVT e dos órgãos responsáveis por regulamentar a competição no Brasil, como o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email