Telefônica eleva oferta por GVT para quase R$ 7 bi

A Telefônica divulgou ontem que elevou sua proposta para adquirir a operadora de telefonia fixa GVT, de aproximadamente R$ 6,5 bilhões para R$ 6,95 bilhões, dispondo-se a pagar R$ 50,50 por ação. Às 11h58, a ação ordinária da GVT era cotada por R$ 51,70, em alta de 1,37%. A Telefônica manteve a intenção de adquirir 100% do capital da GVT. Ontem, os acionistas dessa operadora decidiram em assembleia retirar cláusulas do estatuto da empresa a pedido da Telefônica, o que abre caminho para a operação.
Pela decisão de ontem, a aquisição da GVT deve ser concretizada até 28 de fevereiro de 2010, e o pagamento, realizado em dinheiro. Em comunicado ao mercado, a direção da Telefônica justifica a nova oferta baseado em “informações adicionais a respeito da GVT resultantes dos excelentes resultados por ela apresentados no terceiro trimestre deste ano”.
No trimestre passado, a GVT apurou lucro líquido de R$ 57,193 milhões, ante prejuízo de R$ 14,754 milhões um ano antes. A receita líquida totalizou R$ 442,35 milhões, em um crescimento de 27,3%. A operadora tem uma base de 1,33 milhão de linhas telefônicas em operação, além de uma base de 604 mil assinantes de serviços de banda larga.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email