Tecnologia substitui a alvenaria tradicional na construção civil

Com mais de 30 anos de atuação no PIM (Polo Industrial de Manaus) a Termotécnica da Amazônia Ltda., empresa líder na transformação de EPS – poliestireno Expandido – utilizado na fabricação de produtos e embalagens, passa a atuar na região, desta vez no segmento da construção civil. Um dos exemplos recentes desta nova investida foi a construção de duas escolas em Manaus, o CMEI (Centro Municipal de Educação Infantil) Professor Caio Carlos Frota de Medeiros e a Escola Municipal Benjamim Matias Fernandes, no bairro planejado Viver Melhor, no Santa Etelvina, zona Norte.
As escolas estão sendo totalmente construídas utilizando o Sistema Construtivo Monoforte, feito a partir de painéis monolíticos de concreto, método de construção utiliza placas de EPS (isopor®) e tela de aço galvanizado, que substitui a alvenaria tradicional, nas paredes e painéis de isolamento nos telhados. Além do barateamento do custo, da maior rapidez (tempo reduzido em 40%), limpeza e do menor desperdício na obra, as escolas contarão com o conforto térmico proporcionado pelo EPS (isopor®).
A utilização destes conceitos inovadores de construção sustentável pode ser geradora de novos aportes da empresa em Manaus, explica o coordenador de negócios da empresa para as regiões Norte e Nordeste, Marcelo Marambio. “Já havíamos trabalhado com o produto em uma escola do Careiro, onde tivemos a chance de mostrar nosso produto a Seminf, o que viabilizou a escolha da Termotécnica na construção das duas novas escolas”, disse.

Expansão
A Termotécnica vem estudando a possibilidade de expansão de negócios na região, como o EPS (isopor®) já é fabricado em Manaus, a empresa está verificando as demandas que justifiquem a abertura de uma unidade produtora do Monoforte na capital. “Estamos em um processo que estuda a homologação do sistema para ser utilizado em imóveis financiados pela Caixa Econômica, abrindo assim para condomínios e moradias populares”, conta Marambio.
Segundo o coordenador, a chegada desta unidade produtora representaria mais redução no processo construtivo, seja em tempo, recursos e desperdício de insumos da obra, apenas o aço que faz parte do Monoforte seria trazido da unidade em Indaiatuba (SP).
“O envio de insumos representa um acréscimo de 20 a 30% no custo total. Com a unidade em Manaus, a agilidade nas obras e otimização do tempo, representariam, do ponto de vista econômico, a viabilização de se investir em um produto inovador”, justifica.

No interior
As dificuldades logísticas e climáticas aos poucos vêm sendo vencidas pela Termotécnica, em seus planos de expansão a empresa já chegou ao município de São Gabriel da Cachoeira (distante 852 quilômetros de Manaus) e comunidades próximas, onde três obras estão em execução com a tecnologia da Termotécnica. O formato dos padrões Monoforte, possibilita a facilidade de transporte, um dos maiores desafios para empresas na região. “Nossos painéis são enviados já obedecendo as medidas do demandante, o que facilita o embarque para o interior que dispõe muitas vezes apenas do transporte fluvial”, comenta.

Benefícios
Entre os diversos benefícios trazidos pelo Monoforte estão: o menor custo final; economia nas fundações e redução do efetivo de mão de obra, do consumo de energia elétrica, da utilização de madeira e do tempo de execução da obra; conforto térmico e acústico dos ambientes; material retardante à chama e 100% reciclável; não prolifera cupins e fungos, entre outros. “A redução de custos é facilmente percebida com nossos produtos. Por exemplo se houver a necessidade de um corte no painel para portas ou janelas, indicamos onde usar o resultante deste corte. Para a região Norte, o sistema é ótimo, pois promove o conforto do isolamento térmico e o respeito ao meio ambiente,” fecha Marambio.

Aplicável em qualquer obra
O Sistema Construtivo Monoforte é indicado para todos os tipos de edificações, desde uma pequena casa até escritórios, prédios residenciais e indústrias. Além de reduzir o custo do metro quadrado, ele também proporciona maior limpeza no ambiente da obra e quase elimina o desperdício, mantendo a mesma qualidade de uma construção convencional de tijolos. Outro benefício do Monoforte é o transporte, pois os painéis são leves e compactos, não oferecendo nenhum risco no seu manuseio. O Monoforte também apresenta uma excelente relação com o meio ambiente, pois o seu uso reduz em até 75% o consumo de água na obra.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email