Técnica prioriza melhoras no trabalho

Para não prejudicar a saúde dos funcionários, as empresas estão investindo em uma ciência multidisciplinar, a ergonomia. A técnica é utilizada para tornar a jornada de trabalho mais agradável, ou seja, tornar as atividades dos trabalhadores mais adequadas às suas necessidades.
Além disso, a ergonomia ainda prioriza as condições gerais do ambiente de trabalho, analisando a postura dos funcionários, a iluminação e a temperatura. O principal objetivo da ciência é proporcionar maior comodidade aos trabalhadores e, também, prevenir acidentes e doenças surgidas com os constantes problemas do dia-a-dia.
De acordo com a Organização Americana da Saúde Ocupacional, ergonomia é a ciência que adapta o trabalho ao trabalhador. “A empresa tem que entender que os funcionários têm diferentes biótipos, diferentes necessidades e também executam atividades variadas ao longo do dia”, afirmou Cláudia Andrade, sócia-diretora da Saturno Arquitetos Associados, especializada em ergonomia corporativa.
Ainda segundo Cláudia, as empresas precisam estabelecer um setor interno para analisar o ambiente de trabalho. “É fundamental que se tenha um comitê de ergonomia para estudar o ambiente de trabalho e implementar um plano de adequação para atender às necessidades dos funcionários”, explicou a diretora, ao informar os benefícios do setor para a empresa.
“Uma vez que a empresa tem um diagnóstico preciso de como está o seu ambiente de trabalho do ponto de vista de conforto ambiental, de atendimento às normas e às legislações das solicitações de trabalho pode melhorar a jornada de trabalho”, garantiu.
As empresas costumam gastar 92% com recursos humanos, enquanto os outros 8% são correspondentes aos recursos prediais. “O impacto de um investimento mal feito é brutal. Não investir em equipamentos ergonômicos pode ser prejudicial à saúde da empresa e vai acabar refletindo também na produção”, comentou Cláudia.
Conforme a especialista, o custo do afastamento do trabalhador com doenças osteomusculares e osteoarticulares em razão da má postura ou mobiliário inadequado é mais alto que um custo de uma cadeira ergonômica.

Dicas importantes

Para funcionários que trabalham de maneira sedentária, o ideal é que se levantem pelo menos a cada 60 minutos para fazer um alongamento. A mesma dica serve para quem trabalha várias horas em pé, alongando, principalmente a área do pescoço.
A ergonomia pode ser adotada em vários segmentos: hospitalar, escolar, transportes, informática, entre outros. A técnica ainda atua na área de gestão de pessoas, tecnologia enquanto ferramentas de trabalho e ambientes físicos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email