Táxis-aéreos estão preparados para desafios na Amazônia

A imensidão da Amazônia não representa mais problema para a aviação comercial na região, que é coberta por cinco empresas de táxi-aéreo instaladas em Manaus, nas dependências do Aeroclube do Amazonas. Estas empresas oferecem todo tipo de serviço aéreo, como transporte de passageiros e cargas, translado de pacientes e vôos para trabalhos de reportagens e publicidade. O fretamento é pago por hora e varia, cerca de R$ 3.900, para vôos em helicóptero, R$ 1.300 em aeronave monomotor e R$ 1.100 em bimotor.
A empresa JVC Aerotáxi possui três helicópteros, sendo dois monoturbinados e um biturbinado, com configuração VIP, que inclui ar-condicionado. Todas as três aeronaves têm capacidade para cinco passageiros e um tripulante, com autonomia de vôo de três horas e vinte minutos. A JVC possui também quatro aviões Sênecas bimotor, com autonomia de vôo de quatro horas e trinta minutos e capacidade para cinco passageiros e um tripulante.
De acordo com a representante da empresa, Adriane Martins, a JVC tem ainda uma aeronave Cesna 206, monoturbinado, usado no transporte de carga e passageiros, mas que é a melhor opção para vôos cinematográficos, por ter a asa alta. A empresa é a única no Amazonas homologada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para vôos especializados, como aerofilmagens, combates a incêndios e rapel.
Uma das aeronaves da JVC pode também ser adaptada para a configuração aeromédica, para translado de pacientes. A empresa não tem linhas regulares, mas voa por fretamento em toda a região Amazônica e demais Estados do Brasil.

Linha regular vai a Nova Olinda do Norte

Outra empresa que atende ao mercado de vôos regionais é a CTA Táxi Aéreo, sendo a única a possuir uma linha regular, saindo de Manaus, todos os dias, às 16h30, com destino a Nova Olinda do Norte, no rio Madeira. O vôo tem duração de trinta minutos e pode ter opção de pouso em Autazes, desde que haja passageiros para esta localidade. A CTA possui cinco aeronaves, sendo três Sênecas, um Cesna 206, todos com autonomia de quatro horas e trinta minutos de vôo, e um Caravan, com seis horas e meia de autonomia, que cobre em média mil quilômetros, dependendo das condições climáticas.
Uma aeronave da CTA também pode ser configurada para se transformar em UTI aérea, podendo realizar translado de pacientes para todas as regiões do Brasil, inclusive com incubadora, para atender recém-nascidos. A empresa mantém em seus quadros profissionais um médico e uma enfermeira especificamente para ajudar no transporte aeromédico.

Contrato garante parceria com Correios

A empresa Lafir Táxi Aéreo faz vôos fretados para toda a região amazônica e demais Estados do Brasil, utilizando duas aeronaves Baron 55, uma Asteca e um avião Mitsubishi turbohélice. A Lafir não possui linhas regulares, mas atua na região no transporte de cargas e passageiros, vôos fotográficos e executivos e translado de pacientes. Segundo informou a secretária da empresa, Mariana Ferreira Gonçalves, todas as aeronaves têm capacidade para cinco passageiros, com autonomia de vôo de cerca de cinco horas.
A Tio Táxi Aéreo faz vôos fretados para toda a região Amazônica, podendo pousar em qualquer aeroporto que esteja homologado pela Anac. A empresa possui cinco aeronaves, sendo dois bimotores, com capacidade para cinco passageiros e 90 quilos de carga, dois monomotores, para seis passageiros e 90 quilos de carga e um avião Corisco, de três passageiros e 90 quilos de carga. Essas aeronaves têm em média autonomia de vôo de quatro horas e trinta minutos e são os aviões mais utilizados na Amazônia.
Com sete aviões Sêneca, com capacidade para cinco pessoas, e dois Grand Caravan, para nove pessoas, a empresa Amazonave Táxi Aéreo cobre a região amazônica e demais Estados brasileiros com vôos fretados. A empresa tem convênio com os Correios, realizando transporte de malotes para todo o Amazonas.
O preço da hora de vôo da Amazonave para aviões Sêneca está na média cobrada pelas outras empresas

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email