28 de junho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Taxas do cheque especial e empréstimo pessoal sobem

As taxas de juros do empréstimo pessoal e cheque especial apresentaram leve alta em fevereiro, segundo levantamento do Procon-SP divulgado hoje

As taxas de juros do empréstimo pessoal e cheque especial apresentaram leve alta em fevereiro, segundo levantamento do Procon-SP divulgado hoje. No cheque especial, houve acréscimo de 0,16 p.p. (ponto percentual), enquanto no empréstimo pessoal a alta foi de 0,05 p.p..
O levantamento, feito no dia 2 deste mês, envolveu as seguintes instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.
Dos sete bancos pesquisados, cinco elevaram suas taxas no cheque especial. No empréstimo pessoal, dois bancos aumentaram as taxas.
“Após meses de relativa estabilidade, verificada desde o final do ano passado, especialmente no último trimestre, as taxas de juros voltaram a subir. Destaque para a modalidade cheque especial que, em pontos percentuais, apresentou a maior variação positiva desde julho do ano passado”, informa o Procon-SP em comunicado.

Empréstimo pessoal

A taxa média do empréstimo pessoal ficou em 5,39% ao mês, superior à do mês anterior que foi de 5,34% ao mês.
O banco que apresentou a maior taxa de empréstimo pessoal foi o Itaú, com 6,30% ao mês; a menor taxa média foi a do HSBC, de 4,30% ao mês.
O cheque especial teve taxa média de 9,29% ao mês, indicando um aumento de 0,16 ponto percentual em relação à taxa média de janeiro, que era de 9,13% ao mês.
O banco que apresentou a maior taxa média anual de cheque especial foi o banco Safra, com 12,3% ao mês; a menor taxa foi praticada pela Caixa Econômica Federal, com 7,15% ao mês.

Recomendações

“O orçamento do consumidor continua sofrendo reflexos dos gastos do final do ano e dos compromissos e impostos que vem se apresentando desde janeiro. As taxas de juros voltam a subir e é aconselhável que o consumidor evite qualquer modalidade de crédito”, diz o Procon-SP no comunicado.
“Caso haja débitos pendentes no cartão de crédito ou utilização do limite do cheque especial, comuns nesta época do ano, talvez a melhor saída seja contratar uma linha de crédito mais barata [com taxa de juro mais baixa] e priorizar o pagamento das dívidas”, acrescenta.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email