Taxas de juros do cheque especial e crédito pessoal ficam estáveis em setembro

Um levantamento sobre os juros cobrados para a pessoa física no cheque especial e no crédito pessoal apontam estabilidade em setembro, segundo o Procon-SP.
A pesquisa detectou uma pequena queda na taxa média de empréstimo pessoal, a nona consecutiva. Desta vez, porém, apenas dois bancos da amostra reduziram suas taxas e as reduções foram pouco significativas.
Quanto ao cheque especial, a taxa média se manteve após oito meses de quedas consecutivas.
No acumulado do ano, a taxa média mensal do empréstimo pessoal apresentou queda de 0,99 ponto percentual, enquanto que no cheque especial a redução da taxa foi menor: 0,54 ponto percentual.
No empréstimo pessoal a taxa média dos bancos pesquisados foi de 5,26% ao mês, inferior a do mês anterior, que foi de 5,27% a.m.. No cheque especial a taxa média dos bancos pesquisados manteve-se em 8,79% a.m., não havendo quaisquer alterações em relação às taxas praticadas em agosto.
As dez instituições financeiras pesquisadas foram Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.
Dos dez bancos pesquisados, dois reduziram suas taxas no empréstimo pessoal; as quedas verificadas foram:
Banco do Brasil alterou de 4,48% para 4,38% a.m. e Nossa Caixa alterou de 4,50% para 4,48% a.m.. Os demais bancos mantiveram suas taxas de empréstimo pessoal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email